Editor: Fernando Mauro Ribeiro - portalnovotempo.com - © 2017 PORTAL NOVO TEMPO CACHOEIRA ALEGRE/MG.

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • Google+ - Black Circle
Please reload

Posts Recentes

       Quando a Palavra toca o coração das pessoas, elas compreendem melhor o amor de Deus por elas. Quando tomados pela misericórdia divina...

CELEBRAMOS NESSE DIA 04, OS 24 ANOS DE IDEALIZAÇÃO DA FUNDAÇÃO

September 4, 2019

1/1
Please reload

Posts Em Destaque

E POR FALAR NISSO... VALE A PENA LER DE NOVO

January 7, 2016

 

CRIME ECOLÓGICO: TOCARAM FOGO...

        Não sabemos quantos, nem quais. Sabe-se sim, que um bando de irresponsáveis e desocupados; uma turma de à toa, decidiu colocar óleo diesel e atear fogo no tronco da figueira. Exatamente numa árvore que dá nome à praça – Praça da Figueira - Plantada em 06 de janeiro de 1961, por um grupo de “homens do bem” e, que durante décadas se comemorava seu aniversário, com a reza do terço e animados bailes ao som das acordeons e dos bons sanfoneiros.

        Festas Juninas foram realizadas ali, o Sermão da Procissão do Encontro, Manifestações políticas, Memoráveis carnavais, A Quinta de Judas... Quantos namoros iniciaram no banco de madeira da pracinha da Figueira! Quantas Missas foram celebradas aos pés dessa Árvore, que em troca nos oferece sombra, há 35 anos!  A Figueira ainda hoje, é lembrada e festejada com “vivas” e fogos, no seu dia.

        É mais um monumento que os vândalos querem destruir a exemplo do memorial das Bandeiras com o marco da fundação de Cachoeira Alegre, cunhado em placa de bronze, na Praça São Sebastião. O Parque de Exposições foi abandonado pela atual administração municipal, está às escuras e os galpões onde se expunha os animais fora todo depredado.

        O tronco da árvore indefesa agonizou durante toda a madrugada, até que pela manhã, alguém, ao tomar conhecimento, apagou o fogo. Contudo, por volta das 15:00h, de sábado, voltou a fumegar.

        À sombra dessa mesma figueira o cachoeirense assiste a tevê nos fins de semana, os passageiros sentam-se à espera dos ônibus.  O viajante, o vendedor, o caminhante, o operário, crianças, jovens e anciãos se abrigam à sua sombra. Será que isso incomoda a esses desocupados? Não se explica tamanha estupidez!

        O televisor a que me referi acima e que era destinado ao lazer e fonte de informação para o cachoeirense, foi furtado a mais de um ano e não fora substituído por outro. Ninguém sabe, ninguém viu, ninguém fala! Ou se sabe, se viu, por que não se fala?  Há quem diga que é mais uma ação dos vândalos. Porque então não se denuncia? As coisas aqui são assim mesmo e não se fala mais nisso! É muito mais cômodo, não?

Fernando M. Ribeiro.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Please reload

Procurar por tags