Editor: Fernando Mauro Ribeiro - portalnovotempo.com - © 2017 PORTAL NOVO TEMPO CACHOEIRA ALEGRE/MG.

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • Google+ - Black Circle

January 22, 2020

Please reload

Posts Recentes

       Quando a Palavra toca o coração das pessoas, elas compreendem melhor o amor de Deus por elas. Quando tomados pela misericórdia divina...

CELEBRAMOS NESSE DIA 04, OS 24 ANOS DE IDEALIZAÇÃO DA FUNDAÇÃO

September 4, 2019

1/1
Please reload

Posts Em Destaque

PM APREENDE ARMAS DE FOGO, COCAÍNA E EFETUA PRISÕES

April 27, 2016

OPERAÇÃO DA PM. EM BARÃO E CACHOEIRA APREENDE ARMAS DE FOGO, COCAÍNA E EFETUA PRISÕES

         Já, há algum tempo, que os moradores de Cachoeira Alegre vêm reclamando da falta de policiamento. Na comunidade havia um Sub-Destacamento, com a presença de um Cabo e dois soldados da Policia Militar, que residindo em Cachoeira, atuavam de forma preventiva, - pode-se dizer também que de forma ostensiva - o que, de certa forma, inibia as ações de violência, evitando uma serie de pequenos delitos e dificultando a ação de bandidos que vêm ameaçando o sossego dos moradores, com roubos e assaltos, ao comércio – como noticiamos na edição de fevereiro – e residências. 

            A presença constante da Polícia muda até o proceder de algumas pessoas que, optam por não trabalhar e, decidem nada fazer, nem mesmo para o seu próprio sustento e de sua família. E uma vez na ociosidade, praticam a mendicância, se entregam ao vício do álcool e outros tipos de droga, se instalam nas praças e calçadas, (passeio público) às vezes, até dificultando o ir e vir das pessoas.

            A atuação da Polícia teria evitado enfrentamentos à bala, e mortes, de pessoas que, depois de supostamente, fazerem uso de drogas, decidem pelo uso da força, para resolver seus problemas pessoais. Suas questões, querem resolvê-las com ameaça das armas e em algum momento chega-se às vias de fato. O uso de drogas em Cachoeira e no município – assim pode-se dizer – é assustador. Consome-se droga nas portas das casas, nas praças, - onde deveriam brincar as crianças - sem a menor cerimônia. A impressão que se tem é de que a população é conivente, que os moradores são seus cúmplices... Contudo, na é essa a verdade, a população se sente ameaçada. Os moradores se sentem inseguros, pois não há a quem recorrer.

           Os carros de som descumprindo as leis, estacional nas portas das casas e ligam o som num volume tal, que              impede as pessoas de se falarem dentro de suas próprias casas. E essa destemperança não tem dia, nem hora, costuma-se estender por horas a fio. Há quem diga que se resolve no grito e, que em frente à sua casa, não acontece isso, pois ele sabe como enfrentá-los. Sempre soube que é o diálogo, o melhor caminho; mas em Cachoeira, nesse caso, não se tem resultado positivo. Haverá um atalho? Não seria a Polícia encarregada de fazer cumprir a lei, de nos proteger, de nos garantir segurança?

           Parece que não, já que alguém, - leia-se um ex-prefeito – (pelo menos é o que dizem por aqui) teve a “brilhante” ideia de dispensar o Sub-Destacamento que havia, e que tão bem desempenhava o seu papel!

Não parece ser esse o desejo da comunidade, uma vez que ela continua a queixar-se. Tais queixas podem ser ouvidas com freqüência nas rádios de Muriaé. Elas falam do índice de criminalidade e do avanço do tráfico de drogas, que trás consigo uma série de outros problemas, como o aumento de roubos a residências, a geração de conflitos dos mais diversos por parte do usuário para conseguir seu objetivo que é adquirir a droga, saciar-se, satisfazer-se, manter seu vício.

            Essa é o tipo de matéria que eu não gostaria de veicular, mas não se pode fugir à realidade. O que se viu hoje foi uma resposta da PM às queixas da população. Tomei conhecimento de que a PM, deflagrou uma operação em Barão do Monte Alto, numa ação que envolveu 30 militares e nove mandados de busca e apreensão foram cumpridos em endereços na sede do município e em Cachoeira Alegre. Quatro armas de fogo, munições e cocaína foram apreendidas, três pessoas detidas, sendo dois adultos e um adolescente.

            O Comandante da Companhia Capitão Fortunato, assegurou que a operação tem como objetivo retirar de circulação pessoas diretamente ligadas ao tráfico de entorpecentes, assim como drogas e armas e salientou ainda em forma de agradecimento a participação da comunidade de Barão e Cachoeira, para o bom êxito da operação.

Fernando M. Ribeiro

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Please reload

Procurar por tags