Please reload

Posts Recentes

       Quando a Palavra toca o coração das pessoas, elas compreendem melhor o amor de Deus por elas. Quando tomados pela misericórdia divina...

CELEBRAMOS NESSE DIA 04, OS 24 ANOS DE IDEALIZAÇÃO DA FUNDAÇÃO

September 4, 2019

1/1
Please reload

Posts Em Destaque

AQUI, NO IATE CLUBE DA PAMPULHA OS NOIVOS RECEBERAM SEUS CONVIDADOS

ANA LUÍZA E VINÍCIUS NUMA FESTA LINDA

        Em frente a beleza deslumbrante da Lagoa da Pampulha, com a Igreja de São Francisco de Assis refletida nas águas, o Iate Tênis Clube é uma das quatro obras projetadas ali por Oscar Niemeyer, no início dos anos 1940, que apresentam  o modernismo arquitetônico brasileiro ao mundo. No seu interior, encontram-se sofisticados salões de festas e de convenções, totalmente estruturados para receber seus convidados como eles merecem: com requinte e conforto. O Salão Portinari é ricamente ornamentado com painel de Cândido Portinari, obra de arte presente no clube há mais de 50 anos. Já o Salão Espelho D'água é ricamente ornamentado com obras de arte assinadas por Estergilda Meniccuci.  Para os associados, as quadras de vôlei, peteca e tênis, as quatro piscinas e os dois salões de festas são alguns dos atrativos. Mas nada supera a localização, à margem da Pampulha, com uma vista única.

         Foi num desses salões que os noivos Ana Luiza e Vinícius receberam a todos, numa festa linda. Desde a decoração impecável dos salões, passando pela gastronomia nota dez, a animação na pista de dança com excelente repertório dos músicos que se apresentaram ao vivo, com o espaço dedicado às crianças, para o total sossego dos pais ... Mas de fato, a localização, à margem da Lagoa da Pampulha, com uma vista belíssima, é um dos mais belos cartões postais de BH. A festa que teve início logo após o casamento, se estendeu pelo resto da manhã e tarde, com as dependências do Pampulha Iate Clube tomadas de gente bonita numa total animação.

 

 

LAGOA DA PAMPULHA: PALCO DE GRANDES EVENTOS

          A Lagoa da Pampulha é uma lagoa situada na região da Pampulha no município de Belo Horizonte no Estado de Minas Gerais. Faz parte de um complexo com outras atrações turísticas e foi projetada por Oscar Niemeyer durante a gestão de Juscelino Kubitschek à frente da prefeitura de Belo Horizonte.

Entre outras atrações turísticas estão o Parque Promotor Lins do Rego, o Jardim Botânico, o Jardim Zoológico de Belo Horizonte, O Estádio Governador Magalhães Pinto (Mineirão), o Ginásio Mineirinho, o Parque Guanabara, a Igreja de São Francisco e o Museu de Arte da Pampulha, entre muitos outros pontos turísticos, além de lindas casas.

          A construção da Pampulha, apesar de não ter sido ideia original de Juscelino Kubitschek, mas do prefeito anterior, Otacílio Negrão de Lima, ultrapassou o projeto inicial ao adquirir maior suntuosidade: um complexo arquitetônico, criado por Oscar Niemeyer, que se tornou marco artístico internacional, demonstrando a capacidade de JK de conciliar idéias antigas com seu dinamismo e espírito empreendedor. O entretenimento era incorporado ao cotidiano da cidade, que, ao freqüentar o Cassino e a Casa do Baile, desfrutava de ambiente luxuoso.

A lagoa da Pampulha também é palco de grandes eventos esportivos como a Volta Internacional da Pampulha, entre outras competições nacionais e internacionais. Em 2010 recebeu um desfile da Disney World com personagens da Disney.[1]

         Em 1936, o prefeito de Belo Horizonte, Otacílio Negrão de Lima, iniciou o represamento do ribeirão Pampulha, objetivando a construção de uma lagoa, cuja finalidade seria amortecer enchentes e contribuir para o abastecimento da capital. A obra foi completada em 1943 na gestão de seu sucessor, Juscelino Kubitschek. Em seus planos de modernização da cidade, JK aproveitou a lagoa para construir um projeto arquitetônico mundialmente famoso, desenhado por Oscar Niemeyer.[2] Mais tarde a orla da Pampulha foi cercada por uma imensa estrutura de lazer, como o estádio Mineirão, o ginásio Mineirinho, o Zoológico de Belo Horizonte, o Centro de Preparação Eqüestre da Lagoa e pistas para ciclismo e caminhada.[3

 

REVITALIZAÇÃO

A lagoa da Pampulha já foi área de lazer, sendo frequentada por banhistas, desportistas e famílias, até os anos 1980, quando a lagoa começou a ser poluída pelos córregos e fábricas do entorno da lagoa.

Em julho de 2001, a prefeitura passou a realizar diversas obras de recuperação da Lagoa e entorno. Em 2002, foi inaugurado um vertedouro de Tratamento das Águas dos Córregos Ressaca e Sarandí, construído em parceria com a Copasa.[4] Havia a intenção de completar a recuperação até a Copa do Mundo FIFA de 2014,[5] mas a revitalização encontra entraves principalmente envolvendo os córregos que abastecem a lagoa: o Córrego Xangrilá recebe esgoto do bairro homônimo por falta de uma rede adequada, e uma grande ocupação de 3,9 mil famílias em Contagem despejar seu lixo no Córrego Sarandi.[6]

Em 2008 passou a ser discutido um projeto de lei de verticalização da região, permitindo a construção de prédios em torno da orla do lago.[7] O projeto, no entanto, não teve aceitação popular[8] e em 2010 vereadores vetaram a verticalização perante a nova lei de uso e ocupação do solo da cidade aprovada pela Câmara Municipal.[9]

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Please reload

Procurar por tags