Please reload

Posts Recentes

       Quando a Palavra toca o coração das pessoas, elas compreendem melhor o amor de Deus por elas. Quando tomados pela misericórdia divina...

CELEBRAMOS NESSE DIA 04, OS 24 ANOS DE IDEALIZAÇÃO DA FUNDAÇÃO

September 4, 2019

1/1
Please reload

Posts Em Destaque

Editorial de Agosto SOMOS TODOS OLÍMPICOS

August 1, 2016

 

CONTINUAMOS A ACREDITAR NA NOSSA GENTE

            Agosto, mês vocacional. No primeiro domingo celebramos o Dia do Padre, por causa do Santo Cura D’ars. No segundo domingo celebramos o Dia dos Pais e você vai ler nessa edição que “Não é um nascimento que faz do homem um pai, mas o amor que se manifesta por um ser”. No terceiro domingo, celebramos a Festa da Assunção de Maria, que cai no dia 15, mas é transferido para o domingo, e assim ela é ocasião para meditarmos sobre a vocação de quem se dedica totalmente a Cristo na Igreja como religiosa ou religioso. No ultimo domingo de agosto celebramos o Dia da Catequista. Tudo bem, várias são as vocações que se têm no mundo de hoje. Mas deveríamos ter um domingo para meditarmos especialmente sobre uma vocação que quase ninguém fala e que deveria ser focalizada no dia dos Pais e também no dia das Mães, você vai ver sobre isso, na matéria do padre Francisco, “o casamento como vocação”.

            Mas agosto também é o mês que celebramos o Dia do Selo; o Dia da Saúde; Dia do Estudante; Dia da Televisão; Dia do Advogado; Dia do Garçon; Dia Nacional das Artes; Dia do Protesto; Dia do Patrimônio Histórico; Dia do Fotógrafo; Dia da Fotografia; Dia do Folclore; Dia do Supervisor Educacional; Dia dos Artistas; Dia do Soldado; Dia do Exército; Dia do Feirante; Dia do Psicólogo; Dia Nacional do Combate ao Fumo; Dia Nacional do Nutricionista e, estaremos falando um pouco de tudo isso.

            Mas não nos esqueçamos de que esse é um agosto olímpico. A festa está aí, na Vila Olímpica, no Parque Olímpico, nas ruas do Rio de Janeiro, nas nossas casas e na vida dos brasileiros. Afinal, como diz a Dona Globo: “somos todos olímpicos”. Mesmo com o país mergulhado em uma crise política e econômica, mesmo com a ameaça crescente de atos de terrorismo, acredito no valor olímpico de união entre os povos e não tenho dúvidas de que o Brasil fará uma festa linda. Há 120 anos um país da América do Sul espera para sediar os jogos olímpicos. Nossa hora chegou!

       Se a máxima do esporte diz que o importante é participar, então não perca essa oportunidade de torcer também em casa. Até porque a próxima Olimpíada só acontece em 2020, e no Japão. Vou ao Rio de Janeiro, quero estar lá no Parque Olímpico, visitando as arenas, assistindo as competições e torcendo por medalhas para nossos atletas.  Os olhos do mundo estão voltados para o nosso país em virtude desse evento, em que os maiores atletas do mundo estarão desfilando pelas pistas de atletismo, piscinas e arenas esportivas do Rio, até o dia 21 de agosto, dando exemplos de superação, dedicação e perseverança.

      Também temos notícias sobre a festa do Arroz, na Vila Vardiero. O show da Banda de pagode TÁ NA MENTE, a Semana Nacional da Família e, na política:  findado o prazo para as convenções e o registro dos nomes que desejam concorrer a cargos nas eleições municipais, os candidatos estão afiando as suas garras, para a corrida eleitoral  que se desencadeará nos próximos dias e culminará em 02 de outubro. Os eleitos estarão no poder de 2017 a 2020. Sua participação é fundamental. Exerça o seu direito de votar e escolha as lideranças que melhor representem o que você espera para a sua cidade, o seu município, sua terra, sua gente.

            Preparamos mais uma edição de nosso jornal com o carinho de sempre porque continuamos a acreditar na nossa gente, na nossa terra. Acreditamos que é nosso dever escrever, contar, preservar e resguardar nossa história, porque assim como Guimarães Rosa, acreditamos também que, “CRESCER é uma tarefa pessoal e intransferível, que o capinar é sozinho; a colheita é coletiva”. CRESCER é fazer desabrochar o ser que existe em cada um de nós. Livrar-se das amarras e seguir em busca de algo pra lá de nós mesmos, de nossos desejos, medos e frustrações. 

          CRESCER é amar ao invés de ter medo. Deixar o amor manifestar-se nas coisas simples da vida. Não tem erro: o êxtase diante de uma flor é puro crescimento. Longe de ser um romantismo tolo, revela uma profunda compreensão da vida, uma profunda noção de individualidade dentro da universalidade, uma comunhão com o cosmo, com Deus. CRESCER significa desenvolver as próprias referências. O que o outro é pode servir de marco inicial ou transitório. Nunca como modelo definitivo. Nenhum crescimento genuíno pode acontecer através do culto à personalidade do outro. “Idolatrar o outro é adiar a descoberta de que entre você e o outro, existe um mundo de diferença e, paradoxalmente, nenhuma diferença”. Boa leitura!

O Editor

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Please reload

Procurar por tags