Editor: Fernando Mauro Ribeiro - portalnovotempo.com - © 2017 PORTAL NOVO TEMPO CACHOEIRA ALEGRE/MG.

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • Google+ - Black Circle
Please reload

Posts Recentes

       Quando a Palavra toca o coração das pessoas, elas compreendem melhor o amor de Deus por elas. Quando tomados pela misericórdia divina...

CELEBRAMOS NESSE DIA 04, OS 24 ANOS DE IDEALIZAÇÃO DA FUNDAÇÃO

September 4, 2019

1/1
Please reload

Posts Em Destaque

AS COISAS NÃO MUDARAM MUITO POR AQUI...

November 3, 2016

 

Na edição de outubro eu dizia que o Dia do Cachoeirense caiu no esquecimento. Se você não leu, vá lá, dê um olhadinha e vais constatar, pois foi tal qual eu disse. Nenhuma manifestação de apreço pela terra querida ocorreu nesse dia, por parte do cachoeirense. O texto que você verá a seguir foi escrito há quase uma década e hoje quando o li novamente, me dei conta de que ele é tão atual que, decidi publicá-lo. Leia e constate você também que as coisas não mudaram muito por aqui.

 

CACHOEIRA, NO SEU ANIVERSÁRIO

 

Cento e quarenta e quatro anos,

Esquecida, sem planos,

A Terra sofre suas dores, danos, desenganos

E indiferentes, seus filhos, sua gente,

Sem disfarces e conivente,

A tudo assiste inclemente,

Enquanto Cachoeira chora e finge sorrir, displicente.

Não quer ser descrente e a dor difundir.

Cachoeira ainda resiste,

No seu caminho persiste,

Minha Terra anda triste

Ao ver seu sonho naufragar

É a ruína para um barco,

Se não mais querem navegar.

Nem atentos às suas águas

Para ouvir seu sussurrar.

Tu és Cachoeira Alegre,

Tens um coração a pulsar.

Dos olhos de teu Córrego Rico,

Vejo a lágrima rolar.

Ribeirões, riachos, rios,

Tristes estão a soluçar

É Cachoeira quem suplica

Cantando,  chuá,  chuá...

E olhos desse humilde poeta

Não vês, estão a marejar.          

         

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Please reload

Procurar por tags