Editor: Fernando Mauro Ribeiro - portalnovotempo.com - © 2017 PORTAL NOVO TEMPO CACHOEIRA ALEGRE/MG.

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • Google+ - Black Circle
Please reload

Posts Recentes

       Quando a Palavra toca o coração das pessoas, elas compreendem melhor o amor de Deus por elas. Quando tomados pela misericórdia divina...

CELEBRAMOS NESSE DIA 04, OS 24 ANOS DE IDEALIZAÇÃO DA FUNDAÇÃO

September 4, 2019

1/1
Please reload

Posts Em Destaque

O “MAS”, GUARDIÃO DE NOSSA HISTÓRIA, PRECISA DE UMA REFORMA

           Com o devido conhecimento do padre João Pedro de Melo, uma equipe de seis pessoas – Amélia, Sara, Antonio Paixão e Derli sua esposa, Wagner Tito e Fernando Ribeiro – realizaram, no dia 01-05-2017, segunda-feira, uma faxina no primeiro pavimento do “MAS” (Museu de Arte Sacra) de Cachoeira Alegre. Vasculhar o teto, lavar o piso, limpar cada objeto foi tarefa que durou algumas horas, mas o espaço está com outra “cara” com cheiro de limpeza. Falta uma boa faxina ainda no segundo pavimento que está ocupado com andores, cruzes da encenação da Semana Santa e outras peças que dificultam a limpeza, mas que é intenção do grupo retornar ao local para efetuar também esse trabalho.

           O Museu está fechado para visitas há bastante tempo e precisa mais que uma limpeza. A Casa de Cultura, guardiã de nossa história precisa passar por uma restauração em sua estrutura. Obras do tipo: abertura de portas, troca de janelas, pintura interna e externa, reparo na parte elétrica, hidráulica e restauro em muitas peças, para que possa ser reaberto para visitação. Há interesse de um grupo de paroquianos em recuperar esse acervo para daqui a algum tempo, a casa ser reaberta ao público.

          Mais uma vez me propus a ajudar. Sim, faço parte do grupo que tem esse objetivo. Contudo, penso que antes mesmo de - arregaçar as mangas – desenvolver esse projeto, se deve ser comunicado ao nosso pároco, para que não tenhamos problema posteriormente. Foi dito que ele deu  o seu aval em relação à limpeza e ao projeto pretendido, mas, ele será contatado novamente para então se iniciar as obras.Também, não apenas parte, mas toda a comunidade e principalmente membros atuantes da Paróquia precisam conscientizar-se de que a história de um povo deve ser preservada, que museu não é um local onde se deposita velharias empoeiradas. Ao contrário, é uma história viva em permanente evolução e que precisa ser cuidada.

           Em relação aos recursos para se efetuar essas obras, buscaremos parcerias na iniciativa privada, realizaremos eventos para viabilizar o projeto, pois, entendemos que a Paróquia já tem definidas sua prioridade que é fechar o pátio da Matriz com grades, em que serão necessários três portões – dois para entrada e saída de veículos nas laterais e o portão da frente que dá acesso à Alameda Joaquim de Assis (as escadarias da Matriz). 

         Os recursos advindos das Festas de São Sebastião de 2016/2017, é que deverão ser investidos nesse projeto. Não sei exatamente o total arrecadado com a festa do padroeiro nesse ano, contudo, creio que a soma dos dois eventos seja o suficiente para a realização da obra. Ao que se sabe, as obras da Capela do Santíssimo foram realizadas com recursos adquiridos em campanhas e realização dos eventos juninos. Mas, A comunidade deseja que a construção se inicie e seja concluída ainda esse ano; nesse sentido, já está se mobilizando com venda de rifas, bingos e outros trabalhos com o objetivo de reunir fundos, para, caso seja necessário, cobrir as despesas.

           Não se sabe ainda o valor da obra, se há orçamentos, o padre não divulgou ainda para os paroquianos. “A festa foi em janeiro e as obras já deveriam ter iniciado, pois com o tempo, o preço do material e a mão de obra aumentam e vai se tornando cada vez mais difícil”, disse-me um paroquiano após a Missa de domingo (30 de abril). Não há uma data e não há previsão ainda. Também não há uma fonte que forneça informações já que o Conselho Pastoral Paroquial (CPP) não existe mais.

         O CPP que o próprio padre João Pedro escolheu, convidou cada membro, elegeu e deu posse, fora destituído por ele, em maio do ano passado. Quando consultado a respeito, o pároco disse que Dom José Eudes é quem indicará os novos membros. Portanto não foi eleita uma nova equipe e somente ele decide sobre os rumos da paróquia. Seria muito oportuna uma visita pastoral de nosso Bispo Diocesano à nossa Paróquia, para, entre outras coisas, conhecermos o novo Conselho. Vamos aguardar!

Fernando M. Ribeiro

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Please reload

Procurar por tags