Editor: Fernando Mauro Ribeiro - portalnovotempo.com - © 2017 PORTAL NOVO TEMPO CACHOEIRA ALEGRE/MG.

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • Google+ - Black Circle
Please reload

Posts Recentes

       Quando a Palavra toca o coração das pessoas, elas compreendem melhor o amor de Deus por elas. Quando tomados pela misericórdia divina...

CELEBRAMOS NESSE DIA 04, OS 24 ANOS DE IDEALIZAÇÃO DA FUNDAÇÃO

September 4, 2019

1/1
Please reload

Posts Em Destaque

 

 

A HIERARQUIA DOS ANJOS

        Segundo o critério tradicional, são nove os coros ou ordens angélicas: serafins, querubins, tronos, dominações, potestades, virtudes, principados, arcanjos e anjos, distribuídos em três hierarquias.

 

PRIMEIRA HIERARQUIA: É formada pelos santos anjos que estão em íntimo contato com o Criador. Dedicam-se a amar, adorar e glorificar a Deus numa constante e permanente freqüência, em grau bem mais elevado que os outros coros: serafins, querubins e tronos.

 

SERAFINS: O nome “seraph” deriva do hebreu e significa “queimar completamente”. Segundo o conceito hebraico, o serafim não é apenas um ser que “queima”, mas “que consome” no amor do Sumo Bem, que é o nosso Deus Altíssimo. Na Sagrada Escritura, os santos anjos serafins aparecem uma somente uma única vez, na visão de Isaías (Is 6,1-2)

 

QUERUBINS: São considerados guardas e mensageiros dos mistérios divinos, com missão especial de transmitir sabedoria. No inicio da criação, foram colocados pelo Criador para guardar o caminho da árvore da vida (Gn 3, 24). Na Sagrada Escritura, o nome dos Santos anjos querubins é o mais citado, aparecendo cerca de 80 vezes nos diversos livros. São também os querubins os seres misteriosos que Ezequiel descreve na visão que teve, no momento de sua vocação (Ez 10,12). Quando Moisés recebeu as descrições para a construção da Arca da Aliança, onde o Senhor habitou, o trono divino foi colocado entre dois querubins (Ex 25, 8-9.18-19). Essas considerações atestam que os querubins são conhecedores dos mistérios divinos.

 

TRONOS: Acolhem em si a grandeza do Criador e transmitem aos santos anjos de graus inferiores. São chamados “Sedes Dei” (Sede de Deus). Em síntese, os tronos são aqueles santos anjos que apresentam aos coros inferiores o esplendor da divina onipotência.

 

SEGUNDA HIERARQUIA: São os santos anjos que dirigem os planos da eterna sabedoria, comunicando aqueles projetos aos anjos da terceira hierarquia, que vigiam o comportamento da humanidade. Eles são responsáveis pelos acontecimentos no universo. Essa hierarquia é formada pelos seguintes coros de anjos: dominações, potestades e virtudes.

 

DOMINAÇÕES: São aqueles da alta nobreza celeste. Para caracterizá-los com ênfase, São Gregório escreveu: “Algumas fileiras do exército angélico chamam-se dominações, porque os restantes lhe são submissos, ou seja, lhe são obedientes”. São enviados por Deus a missões mais relevantes e também são incluídos entre s santos anjos que exercem a função de “Ministros de Deus”.

 

POTESTADES: é o coro angélico formado pelos santos anjos que transmitem aquilo que deve ser feito, cuidando de modo especial da “forma” ou “maneira” como devem ser feitas as coisas. Também são os condutores da ordem sagrada. Pelo fato de transmitirem o poder que recebem de Deus, são espíritos de alta concentração, alcançando um grau elevado de contemplação do Criador.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Please reload

Procurar por tags