Please reload

Posts Recentes

       Quando a Palavra toca o coração das pessoas, elas compreendem melhor o amor de Deus por elas. Quando tomados pela misericórdia divina...

CELEBRAMOS NESSE DIA 04, OS 24 ANOS DE IDEALIZAÇÃO DA FUNDAÇÃO

September 4, 2019

1/1
Please reload

Posts Em Destaque

CLARISSAS CELEBRAM 863 ANOS DA MORTE DE SANTA CLARA

         Lá em cima do morro, há uma construção que difere das casas simples do bairro Botafogo na cidade de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. Por dentro de muros altos e cinzentos, um complexo de prédios da mesma cor transmite austeridade e solidez, que parecem atravessar os tempos. No alto de um dos dois portões de acesso aos edifícios, a inscrição em letras metálicas prateadas revela que lugar é aquele: Mosteiro de Santa Clara.

     O monastério de Nova Iguaçu é um dos 18 conventos que a ordem das Clarissas tem no Brasil, com mais de 200 freiras. Só no Rio de Janeiro são três. Em todo o mundo são 900 mosteiros, totalizando 19 mil clarissas reclusas. Seguindo uma tradição de 803 anos, as irmãs clarissas cumprem uma rotina diária rígida. Elas acordam às 4h30m e, até às 20h, fazem suas orações por seis vezes – uma delas em forma de canto gregoriano – estudam os fundamentos de sua ordem, cuidam da limpeza do mosteiro e trabalham na horta e na produção de hóstias, velas, estátuas religiosas e paramentos litúrgicos. A venda desses produtos para a própria Igreja garante o sustento do mosteiro.

     O mosteiro foi fundado por Dom Adriano em 13 de maio de 1989. O processo para se tornar uma freira dura seis anos e passa pelas seguintes etapas: postulante; noviciado ( a candidata recebe o hábito de sua ordem e o nome religioso); profissão religiosa simples (faz os votos de castidade, pobreza, obediência e clausura); e profissão solene e perpétua (recebe o anel como esposa de Cristo).

 

RELÍQUIA DA SANTA EM NOVA IGUAÇU

     O mosteiro de Santa Clara em Nova Iguaçu guarda uma relíquia: um pedaço de osso de Clara, cuja autenticidade foi atestada pelo Vaticano. Santa Clara nasceu Clara Offeduccio de Favarone, em 16 de julho de 1193, em Assis, Itália. Filha de família rica, largou tudo para seguir São Francisco de Assis, de quem recebeu a consagração.

     Ela é a padroeira da televisão, pois, em um momento de doença, realizou o milagre de assistir, de seu leito, em um mosteiro, à comemoração de Natal na Igreja em que foi consagrada. A capela ficava a quilômetros de distancia do local onde ela estava.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Please reload

Procurar por tags