Editor: Fernando Mauro Ribeiro - portalnovotempo.com - © 2017 PORTAL NOVO TEMPO CACHOEIRA ALEGRE/MG.

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • Google+ - Black Circle
Please reload

Posts Recentes

       Quando a Palavra toca o coração das pessoas, elas compreendem melhor o amor de Deus por elas. Quando tomados pela misericórdia divina...

CELEBRAMOS NESSE DIA 04, OS 24 ANOS DE IDEALIZAÇÃO DA FUNDAÇÃO

September 4, 2019

1/1
Please reload

Posts Em Destaque

ASSUNÇÃO DE MARIA: O TÉRMINO FELIZ DE SEU PEREGRINAR

        No dia 15 de agosto, celebramos a festa da Assunção de Maria. O dogma afirma que, ao terminas os seus dias aqui na terra, Maria foi totalmente assumida por Deus, de corpo e alma. Ora, o corpo de Jesus ressuscitado, como o de Maria glorificado, não é como o de Lázaro (Jo 11: 43-44) ou como do filho da viúva de Naim (Lc 7: 13-15). Essas pessoas voltaram a morrer e seus corpos se degradaram. O corpo de Maria, ao contrário, foi transformado e assumido por Deus, embora não saibamos os detalhes.

     Maria já experimenta o que está prometido para cada um de nós: sermos semelhantes a Jesus ressuscitado (1Jo: 3-2) levando conosco o amor e os frutos cultivados nesta existência. Cremos que Maria está junto de Jesus, glorificada por inteiro. Deus assumiu e transformou toda a sua história, o sim renovado, suas ações e seu corpo. E como ela está na glória de Deus e dos santos, continua perto de nós, auxiliando-nos como mãe amorosa e companheira na fé.

     O dogma da assunção estimula a fé, especialmente quando o mal parece destruir nossas conquistas. Deus assumiu e transformou tudo de bom que Maria construiu aqui na terra, inclusive o seu corpo. Olhando para Maria glorificada, que seguiu os passos de seu Filho Jesus, agente se anima a lutar pelo bem, pela verdade e pela justiça.  Mesmo que a incompreensão e o fracasso aparentemente sejam mais fortes, cremos na força de Deus, no poder de Cristo ressuscitado. Ele inaugura para nós o “Novo Céu e Nova Terra”, onde Maria já está com os santos. Lá, Jesus ficará definitivamente junto de nós(Fl 1:23). Não haverá nem morte, nem sofrimento. O Senhor fará novas todas as coisa e nos concederá a fonte de Água viva(Ap 2:1-7).

     A assunção de Maria foi o término feliz de seu peregrinar aqui neste mundo. Cada vez que ela dava novos passos para seguir a Jesus, para buscar a vontade de Deus, o Senhor ia assumindo e transformando a sua pessoa. Até que chegou o momento final. Acontece algo parecido com cada cristão. Na vida de fé, cada novo passo corresponde a um dom da parte de Deus. Ele nos acolhe. Toma-nos pela mão, assume-nos e nos transforma.

     A assunção de Maria é um sinal de Deus para a comunidade-igreja, que caminha na história, em meio a conflitos e imperfeições. Conforme o Concilio Vaticano II, Maria assunta ao céu é a imagem e o começo da Igreja a ser consumada no futuro. Ela brilha aqui na terra como sinal de esperança segura e de conforto para o povo de Deus peregrino, até que chegue o dia do Senhor. (Lumen Gentium 68).

Irmão Afonso Murad, Marista, teólogo e professor.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Please reload

Procurar por tags