Please reload

Posts Recentes

       Quando a Palavra toca o coração das pessoas, elas compreendem melhor o amor de Deus por elas. Quando tomados pela misericórdia divina...

CELEBRAMOS NESSE DIA 04, OS 24 ANOS DE IDEALIZAÇÃO DA FUNDAÇÃO

September 4, 2019

1/1
Please reload

Posts Em Destaque

MISSA NA MATRIZ DE SÃO SEBASTIÃO E BÊNÇÃO DAS CAMISAS DE TUPI E FLAMENGO

November 5, 2017

       Muitos fiéis estiveram hoje às 09:30 h, na Matriz de Cachoeira Alegre para celebrarem o Dia do Cachoeirense, porque confraternizar é estar junto... É estar com... É viver um encontro de pessoas e emoções!

     No Ato Penitencial, seis membros da comunidade adentraram a Igreja-matriz, vestidos de sacos de lixo com as palavras: Violência; Corrupção; Mentira; Inveja; Ódio e Injustiça, fazendo alusão aos muitos pecados por nós cometidos. “Para subirmos à montanha da santidade, precisamos começar por descer o vale da humildade”. Diante do altar, esses sacos são rasgados e jogados num sexto de lixo, numa demonstração de arrependimento e pedido de perdão. Padre João Pedro de Mello deu a absolvição a toda a assembleia, enquanto o coral executava um hino.

    

Nas preces da comunidade, pedimos pelos sacerdotes já falecidos e que deixaram seus nomes escritos na história dessa paróquia. Assim lembramo-nos de Padre Manoel Ferreira que, celebrou em 1859 a Primeira Missa de Cachoeira Alegre. Padre Adriano Keet que, numa dedicação extrema, somou esforços com a comunidade para a construção de nossa moderna Igreja-matriz. Pelos Padres Messias Passos; Raimundo Nonato, Padre Wildes B. Porto, Padre Olinto; Marino Van de Vem, Padre Tiago Prins e outros.

      Por todos os cachoeirenses que, conscientes de seu papel na comunidade, entendam que Deus nos fez fortes, para ajudarmos ao próximo e também nos fez fracos para sabermos precisar de alguém. E só com Deus poderemos crescer.

     

  No momento do ofertório, dois atletas de Flamengo e Tupi entraram pelo corredor central da Matriz, exibindo as camisas dos respectivos clubes e as depositaram numa mesa ao lado dos dois troféus que, nosso pároco ministrou a bênção. O futebol é a maior paixão popular do Brasil. Desde os modernos e suntuosos estádios até os mais modestos campos de várzea; esse esporte – o futebol – é praticado.

     Em Cachoeira Alegre, Tupi e Flamengo tem uma história interessante. Dois clubes quase centenários, vem ao longo dos anos emocionando a todos. Há mais de duas décadas, foi instituído o Troféu Garra Cachoeirense – empenho, determinação, entusiasmo e a garra desse povo é evidente, dentro e fora do gramado.

      O esporte aproxima as pessoas, promove a integração dos povos, e estreita amizades. As camisas rubro-negra e alvinegra levadas como oferendas, é uma demonstração de gratidão ao Deus da vida. Sabendo que: Somos humanamente limitados. O que não deve ter limite jamais, é a nossa imensa solidariedade.

     Ao final da celebração, os filhos de Cachoeira Alegre numa demonstração de carinho para com a Mãe-terra, cantaram “parabéns pra você”, com o entusiasmo e alegria que são peculiares ao povo dessa Cachoeira Alegre.

Fernando M. Ribeiro.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Please reload

Procurar por tags