Editor: Fernando Mauro Ribeiro - portalnovotempo.com - © 2017 PORTAL NOVO TEMPO CACHOEIRA ALEGRE/MG.

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • Google+ - Black Circle
Please reload

Posts Recentes

       Quando a Palavra toca o coração das pessoas, elas compreendem melhor o amor de Deus por elas. Quando tomados pela misericórdia divina...

CELEBRAMOS NESSE DIA 04, OS 24 ANOS DE IDEALIZAÇÃO DA FUNDAÇÃO

September 4, 2019

1/1
Please reload

Posts Em Destaque

A IGREJA JAMAIS FECHARÁ AS PORTAS PARA O SEU POVO

JERUSALÉM CELESTE E NOSSA MÃE

      A Igreja também é chamada de “Jerusalém Celeste e “nossa Mãe” (Gl. 4 – 26). É ainda descrita como a esposa imaculada do Cordeiro Imaculado. Cristo amou-a, fez com ela uma aliança indissolúvel e incessantemente “a nutre e dela cuida” (Ef 5 -29). Vamos saborear, juntos, aprendendo um pouco mais sobre esta maravilha deixada pelo Cristo Jesus, lendo atentamente a carta escrita por São João: Apocalipse 21. 9-27.

      (9-11) Quem apresenta a Cidade Santa, a Jerusalém Celeste a São João, é o próprio Anjo de Deus. E a Cidade é revestida pela própria Glória de Deus. Fico a imaginar quando Moises avistou a sarça ardente; teve que tirar as sandálias, porque o solo era sagrado. Imagine, então, esta cidade que é sagrada, pois a graça de Deus a envolve!

       (12-14) Vale lembrar que, naquela época, a importância de uma cidade era demonstrada pela fortaleza de seu Rei. Quanto mais alto e mais forte a muralha, mais importante era a cidade. São João narra que a Cidade de Deus tinha grande e alta muralha, contendo 12 portas, guardadas por 12 anjos, tendo como fundamento (coluna, broca de uma construção) o nome dos 12 apóstolos. Teologicamente falando, o número 12 exprime a plenitude moral, sólida e equilibrada; traz também a continuidade da Antiga e Nova Aliança (Ef. 48. 30-35) e Ef. 2.20)

     Outro ponto importante é que os cientistas daquela época imaginavam que o mundo era quadrado, temiam que se uma navegação chegasse ao fim do oceano, cairia, como que em uma cachoeira. Desta forma, verificamos que há 3 portas em cada canto do mundo, exprimindo que a Igreja está aberta a todos. A catolicidade da Igreja é universal. Lembra deste tema?

     (15-20) Tanto o material da cidade, quanto os equipamentos para medi-la devem ser da melhor qualidade, pois a Cidade é revestida pela Glória de Deus. Quanto à medida, 12.000 estádios (aproximadamente 2 km), significa que a cidade é completa (perfeita), sem erro de construção ou arquitetura. Aqui, a cidade inteira é tratada como um templo ideal (Ez, 40)

        (21-24) As portas são construídas de uma só pérola, nisso vemos a união da igreja, desde a antiga aliança, até os dias de hoje, entre o Santo Padre o papa, os Bispos, Padres, diáconos, religiosos e religiosas, tendo como templo o próprio Deus que habita em nossos corações, instruindo e conduzindo a Igreja (iluminando).

       (25-27) E, por fim, o destaque de que a Igreja jamais fechará as portas para seu povo, dia e noite a acolher quem mais precisa, entretanto, o cuidado de ter um coração convertido, a fim de ganhar a promessa de morar com Deus.

Irmão Gregório Duarte Bastos – Revista Brasil Cristão

 

                                                JESUS CRISTO É O SENHOR

        “Alguns pastores estavam no campo guardando o rebanho. Eis que um anjo apareceu a eles e a glória do Senhor os cercou de luz, e eles se encheram de grande temor. O anjo, porém, lhes disse; “Não temais, pois trago uma notícia de grande alegria para todo o povo: hoje vos nasceu, na cidade de Davi, o Salvador, que é o Cristo, Senhor”! (Lucas 2. 8-12)

    

 

Eu não tenho dúvida de que o nascimento de jesus Cristo é o maior e o mais importante acontecimento da história da humanidade.  Não só divide a história em Ante e Depois de Cristo, como muda também completamente a vida de todos que acreditam Nele. Seu nascimento foi narrado por São Lucas, mas profetizado por Isaias no Antigo Testamento: “O próprio Senhor vos dará um sinal: uma virgem conceberá e dará à Luz um filho, e o chamará Emanuel, Deus conosco” (7,14).

      Isaías é conhecido como “profeta messiânico” por causa de suas profecias que se cumprem com a vinda de Jesus Cristo. O mais interessante é que as profecias de Isaías foram escritas há mais de 700 anos antes do nascimento de Jesus, o que prova que a Bíblia foi escrita por homens inspirados por Deus. O Natal de Nosso Senhor Jesus Cristo é o momento de celebrar a presença de Deus no meio de nós, o Emanuel, Deus conosco.

      Infelizmente, a sociedade atual “tomou posse” do Natal e o transformou num evento financeiro, lucrativo; um período de falsa alegria para muitos que se esqueceram ou que não sabem que Jesus Cristo é o Senhor. Ele quer reinar em sua vida e ser o Senhor da sua história. Ele quer estar presente nas suas alegrias e tristezas, vitórias e derrotas, na saúde e na doença.

        Então, deixe Jesus nascer na manjedoura do seu coração, mais uma vez, neste Natal, e transformar a sua história. Não tenha medo de se entregar a Ele e deixar que Ele seja o seu Senhor. Tenha um Santo e Feliz Natal!

Pe. Eduardo Douggherty – Brasil Cristão

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Please reload

Procurar por tags