Editor: Fernando Mauro Ribeiro - portalnovotempo.com - © 2017 PORTAL NOVO TEMPO CACHOEIRA ALEGRE/MG.

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • Google+ - Black Circle

January 22, 2020

Please reload

Posts Recentes

       Quando a Palavra toca o coração das pessoas, elas compreendem melhor o amor de Deus por elas. Quando tomados pela misericórdia divina...

CELEBRAMOS NESSE DIA 04, OS 24 ANOS DE IDEALIZAÇÃO DA FUNDAÇÃO

September 4, 2019

1/1
Please reload

Posts Em Destaque

LÁ SE VÃO DEZ DIAS DA QUARESMA

        Iniciamos na quarta-feira de Cinzas, a Quaresma. Jesus é o centro da Quaresma: é para nos unirmos a Ele, no seu deserto que entramos neste caminho; é para ter seus sentimentos e atitudes e poder e, assim participar plenamente da celebração da Sua Pascoa, que iniciamos este caminho de 40 dias de combate!

     Lá se vão dez dias que teve início a Quaresma. Fiquemos atentos e percebamos que a liturgia nos faz pensar no caminho para a Páscoa. Isto porque o tempo quaresmal não é um fim em si mesmo, mas é caminho de luta e combate espiritual para bem celebrarmos, com o coração dilatado, a Páscoa do Senhor, a maior de todas as festas cristãs.

     Éramos ninguém e o Senhor nos libertou, deu-nos vida nova – eis o resumo a história e da experiência de Israel! Esta também é a nossa experiência como igreja, Novo Israel. Também a nossa história é de libertação: éramos escravos, todos nós, do Faraó, o Pecado que nos destrói e destrói o mundo. Mas Deus enviou o seu Filho numa carne de pecado (numa natureza sujeita às consequências do pecado) Ele desceu a este mundo e entrou na nossa miséria, até a morte, a nossa morte. É o que nos anuncia a Carta de São Paulo aos Romanos (10. 8-13).

       Deus o arrancou da morte, ressuscitou-o e fez d’Ele Senhor e Cristo, e quem n’Ele crer e confessá-lo como Senhor na sua vida, encontra salvação, encontra um novo modo de viver, encontra a paz, encontra já, agora, a comunhão com Deus e, depois, a Vida eterna!

       Assim, Israel nasceu da Páscoa do deserto; a Igreja nasceu da Páscoa de Cristo. Lucas, em seu Evangelho (Lc, 4.1-13) apresentando-nos as tentações de Jesus, nos ensina a combater. Nas tentações de Cristo estão simbolizadas as nossas tentações: A concupiscência da carne (o prazer e a satisfação desregrada dos sentidos), a concupiscência dos olhos (a riqueza e o apego aos bens materiais) e a soberba da vida (o poder e o orgulho autossuficiente e dominador).

       Portanto, Quaresma é para nós um tempo de conversão e renovação em preparação à Pascoa. É tempo de rasgar o coração e voltar ao Senhor. Tempo de se retomar o caminho e de se abrir à graça do Senhor que nos ama e nos socorre, É um tempo sagrado para aprofundar o plano de Deus e rever a nossa vida cristã. E nós somos convidados pelo espírito ao DESERTO da Quaresma para nos fortalecer nas tentações, que frequentemente tentam nos afastar dos planos de Deus.

Cardeal Arcebispo Dom Orani João – Rio – RJ.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Please reload

Procurar por tags