Editor: Fernando Mauro Ribeiro - portalnovotempo.com - © 2017 PORTAL NOVO TEMPO CACHOEIRA ALEGRE/MG.

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • Google+ - Black Circle
Please reload

Posts Recentes

       Quando a Palavra toca o coração das pessoas, elas compreendem melhor o amor de Deus por elas. Quando tomados pela misericórdia divina...

CELEBRAMOS NESSE DIA 04, OS 24 ANOS DE IDEALIZAÇÃO DA FUNDAÇÃO

September 4, 2019

1/1
Please reload

Posts Em Destaque

      São Jorge foi um soldado romano que nasceu na região da Capadócia, na Turquia. Embora haja poucas evidências históricas sobre a sua existência, possui milhões de devotos fervorosos de várias religiões: sua veneração é aceita pela Igreja Católica Romana, Igreja Ortodoxa, Igreja Anglicana, Candomblé e Umbanda.

É considerado o padroeiro de várias cidades pelo mundo, como por exemplo Rio de Janeiro, Londres, Barcelona, Gênova e Moscou, e também da Polícia Civil e de muitas instituições militares. Tanto a Inglaterra como a Grécia trazem a Cruz de São Jorge em suas bandeiras.

A LENDA DE SÃO JORGE

      Segundo a tradição, havia um dragão castigando a população na cidade de Sylén, na Líbia. Sua pele não podia ser perfurada por nenhuma arma, seu hálito era capaz de exterminar uma população inteira, e para não destruir a cidade ele exigia que lhe fosse oferecida em sacrifício uma donzela por dia, escolhida em sorteio.

Quando chegou a vez da filha do rei, Jorge soube da história e foi até a cidade, determinado a matar a fera e salvar a princesa. Algumas versões da lenda dizem que ele cravou sua lança no pescoço do dragão, outras que ele decepou sua cabeça, e outras que o transformou em um dócil cordeiro.

      O fato é que afirmou que derrotou o monstro em nome de Jesus Cristo e toda a cidade se converteu. Foi preso e torturado pelo Imperador Diocleciano por negar a fé nos deuses romanos. No entanto, resistiu bravamente à tortura e sua fé impediu que sentisse dor. Foi enterrado vivo, forçado a caminhar sobre brasas e até arrastado sobre elas sem sofrer nenhuma lesão. Os soldados então, muito assustados, o decapitaram em 23 de abril de 303.

SIMBOLISMO

      Para os cristãos, o dragão representa o demônio, o mal e os falsos ídolos, destruídos em nome da fé. No Brasil, sua devoção se popularizou devido a tantas situações de violência extrema vividas em nosso cotidiano. É o santo protetor dos excluídos, dos marginalizados, das vítimas da violência, de injustiças e perseguições e dos profissionais que trabalham para evitar esses males.

SÃO JORGE E AS RELIGIÕES AFRO-BRASILEIRAS

 

      O santo também é muito querido pelos seguidores do Candomblé e da Umbanda, nas quais é associado ao orixá Ogum, uma poderosa divindade guerreira. Esse tipo de sincretismo aconteceu porque os negros trazidos ao Brasil na época da escravidão eram forçados a se converter ao catolicismo e proibidos de cultuar suas divindades. Para fugir de punições e manter viva a sua fé, eles associaram cada um de seus orixás a um santo católico, que apenas fingiam cultuar.

Atualmente, a devoção ao santo chega a ser mais forte nas religiões afro-brasileiras do que no catolicismo.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Please reload

Procurar por tags