Editor: Fernando Mauro Ribeiro - portalnovotempo.com - © 2017 PORTAL NOVO TEMPO CACHOEIRA ALEGRE/MG.

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • Google+ - Black Circle
Please reload

Posts Recentes

       Quando a Palavra toca o coração das pessoas, elas compreendem melhor o amor de Deus por elas. Quando tomados pela misericórdia divina...

CELEBRAMOS NESSE DIA 04, OS 24 ANOS DE IDEALIZAÇÃO DA FUNDAÇÃO

September 4, 2019

1/1
Please reload

Posts Em Destaque

SOMOS CIDADÃOS DO MUNDO DIVISORES TOPOGRÁFICOS OU DIVISORES DE ÁGUA

        A bacia hidrográfica é contornada por um divisor, como se fosse uma linha que separa as precipitações que caem nas bacias vizinhas e que escorrem para outro sistema fluvial. São limites topográficos, (cristas das elevações), que recolhem a precipitação, concentrando a água e os sedimentos em uma seção fluvial única, denominada exutório.

       A parcela de chuva que se abate sobre a área da bacia, e que se transformará em escoamento superficial, desce a partir das maiores elevações do terreno, formando enxurradas em direção aos vales. Estes, por sua vez, concentram o escoamento em córregos, riachos e ribeirões, os quais confluem e formam o rio principal da bacia.

       Outras duas características importantes das bacias, em reação ao escoamento da água, dizem respeito à cobertura vegetal e à camada superficial do solo, as quais veremos a seguir.

 

  COBERTURA VEGETAL DE UMA CAMADA SUPERFICIAL DO SOLO NAS BACIAS

        A cobertura vegetal de uma bacia hidrográfica também exerce importante influência sobre a parcela da água de chuva que se transforma em escoamento superficial e sobre a velocidade com que esse escoamento atinge a rede de drenagem. Quanto maior a área da bacia com cobertura vegetal, maior será a parcela de água com interceptação.

         A vegetação influencia, ainda, o processo de infiltração. Por isso, quando uma bacia hidrográfica é parcialmente urbanizada, ou sofre desmatamento, tem-se como consequência um aumento do escoamento superficial. Com o desmatamento, o escoamento superficial se dará de forma mais rápida sobre um terreno menos permeável, o que intensifica o processo de erosão e provoca frequentes inundações. Planejar o uso e ocupação da bacia de forma sustentável, visando à sua disponibilidade hídrica e a perpetuação das atividades humanas que, como todos nós sabemos, tornam-se impossíveis sem esse precioso recurso: a água. o que intensifica o processo de erosão e provoca frequentes inundações.

          Todas as particularidade e características que envolvem determinada bacia hidrográfica podem e devem ser estudadas e medidas. Tais estudos possibilitam à sociedade planejar o uso e ocupação da bacia de forma sustentável, visando à sua disponibilidade hídrica e a perpetuação das atividades humanas que, como todos nós sabemos, tornam-se impossíveis sem esse precioso recurso: a água.

 

AS PRINCIPAIS BACIAS DO TERRITÓRIO NACIONAL

       No Brasil, nós temos quatro principais bacias hidrográficas: A bacia Amazônica, a do Tocantins, a bacia Platina (Paraná, Paraguai  e Uruguai) e a bacia do Rio São Francisco. A bacia Amazônica sozinha representa 70% dos recursos hídricos no Brasil, enquanto as bacias da região Sudeste respondem por apenas 6%. Isso nos mostra que as bacias da região sudeste estão sendo utilizadas no seu limite, uma vez que abastecem mais de 42% da população brasileira.

 

BACIA HIDROGRÁFICA COMO UNIDADE DE GESTÃO

       Além de sistema ecológico no qual acontecem fenômenos sociais, biológicos, hidrológicos e climatológicos, interligados e dependentes uns dos outros, a bacia hidrográfica pode ser estudada como uma ferramenta pedagógica e didática, capaz de propiciar um gerenciamento eficaz dos recursos hídricos de uma região.

       Por meio do estudo de uma bacia hidrográfica, é possível trabalhar a realidade local de uma comunidade, oferecendo um universo conhecido, mais acessível e passível de aplicação do conhecimento. A forma sistêmica como ela é vista e caracterizada faz com que seja possível relacionar o que acontece em escala local ao que acontece em escala global.

       Podemos perceber que todos nós integramos a uma bacia hidrográfica. A bacia assemelha-se a um grande sistema circulatório, por onde passa água, definindo junto ao solo e a energia solar, a biodiversidade de uma determinada região.

      Dessa forma, o conceito de bacia permite trabalhar o conhecimento de forma sistêmica, em que a cada um cabe o papel essencial de manter o sistema vivo e sadio. Um dano ocorrido em determinado ponto pode afetar toda a bacia. Por isso, para que ela não perca totalmente o seu equilíbrio natural, é necessária a participação de todos os atores envolvidos, reconhecendo-a como unidade de gestão e entendendo como os recursos naturais estão interligados.

                                         DE OLHO NO MEIO AMBIENTE

  • Uma torneira mal fechada pode chegar a desperdiçar mais de 50 litros de água por dia. Quais seriam os dados ambientais?

  • Cinquenta litros de água a mais por dia, em sua casa, faria você pagar quanto a mais no final do mês?

SESI – Educação Continuada

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Please reload

Procurar por tags