Editor: Fernando Mauro Ribeiro - portalnovotempo.com - © 2017 PORTAL NOVO TEMPO CACHOEIRA ALEGRE/MG.

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • Google+ - Black Circle
Please reload

Posts Recentes

       Quando a Palavra toca o coração das pessoas, elas compreendem melhor o amor de Deus por elas. Quando tomados pela misericórdia divina...

CELEBRAMOS NESSE DIA 04, OS 24 ANOS DE IDEALIZAÇÃO DA FUNDAÇÃO

September 4, 2019

1/1
Please reload

Posts Em Destaque

12: DIA NACIONAL DAS ARTES TEATRO ZACARIAS MARQUES

August 13, 2018

       Já disse aqui, que me sinto um pouco muriaeense. Há 41 anos residindo na terra de Guido Tomás Marliére, adotei-a como minha e penso que ela também me olha com bons olhos. No início, sente-se uma saudade enorme da terra natal, depois essa saudade vai se amenizando. E olha que no meu caso, Cachoeira Alegre é quase ali. Mas há quatro décadas atrás, em função das dificuldades financeira, a má conservação das estradas e outras; Cachoeira Alegre parecia tão distante, quando na realidade, são os mesmos 18 quilômetros. Depois, vai se enamorando, cria-se laços de amizade, há evidentemente os amigos do colégio, do trabalho, tem-se uma vida social e finalmente se apaixona. É normal que haja essa relação.

         Não esqueço meu pedacinho de chão. Digo aos quatro cantos que sou filho dessa CACHOEIRA ALEGRE e, já cantei a minha terra em versos, nos palcos da vida, declamei poesias em sua homenagem e sou um eterno apaixonado. Isso, no entanto, não me impede de amar a Muriaé. A amo e falo com orgulho dessa cidade. Com o mesmo orgulho, - ao celebrar, ontem, dia 12 - o Dia Nacional das Artes, quero lembrar que Muriaé possui quatro teatros municipais. O primeiro que é o Gregório de Matos, o segundo é o Zacarias Marques e o terceiro é o Belmira Vilas Boas. Há evidentemente outros espaços culturais muito interessantes como o gigantesco Teatro do Colégio Santa Marcelina. O auditório da Faculdade Santa Marcelina, do Hospital São Paulo, da Unifaminas e outros.

         Em 22 de setembro o Teatro Zacarias Marques estará completando 18 anos. Vamos  falar um pouquinho  dessa casa de cultura: O Teatro Zacarias Marques é um espaço destinado ao atendimento da população para a realização de eventos, tais como reuniões, encontros de associações, formaturas, apresentações de corais, encenações de peças teatrais – já tive a honra de ver encenada no palco dessa casa, uma peça teatral que escrevi e o Grupo de Teatro “Servos da Rainha” apresentou brilhantemente - entre outras.

         Este tornou-se um espaço multiuso em razão de ser, na época de sua inauguração o único em funcionamento na cidade. É ele, o maior difusor das atividades artísticas e culturais de nossa cidade nas áreas de teatro, dança, música, folclore, lançamento de livros em memoráveis noites de autógrafos e cultura popular.

         Este espaço foi inaugurado em 22 de setembro de 2000, com excelente padrão de acabamento e grande sucesso de suas atividades e seus projetos de demonstração cultural que tem caráter filantrópico, pois para assistir a determinadas apresentações realizadas, é cobrado apenas um quilo de alimento não perecível, destinado as instituições de caridade.

       O Teatro possui 240 lugares, equipamentos de climatização que torna o local mais agradável, conferindo ao público mais conforto, e ao espaço, modernidade, para a realização de eventos culturais.

       O Teatro Zacarias Marques é também muito requisitado, no que se refere à peças infantis, pois o público infantil se deslumbra com a fantasia do mundo artístico se preparando para serem adultos melhores no futuro.

       O Teatro Gregório de Matos está localizado no anexo que compreende a Biblioteca Municipal Vivaldi Wenceslau Moreira. o Zacarias Marques fica na Av. Maestro Sansão num anexo ao Terminal Rodoviário e O Belmira Vilas Boas, o caçulinha dos teatros está localizado na Rua Cel. Domiciano, próximo aos prédios da Energisa e dos Correios e, a maioria das encenações, ultimamente acontecem nesse aconchegante confortável espaço.

     E por falar nisso, passe na portaria do teatro e confira, porque vai haver a apresentação de uma peça: UM PARAFUSO A MENOS, com .... Os ingressos podem ser adquiridos na portaria do Colégio Equipe.

Fernando M. Ribeiro

 

RECORDANDO A HISTÓRIA

        A história registra as artes e as artes alimentam a história. Assim, quero nesse Dia das Artes, falar do Arquivo Público Municipal de Muriaé. O referido arquivo, há anos, havia sido depositado no porão da prefeitura municipal de Muriaé, mas, finalmente e felizmente, em setembro de 2002 voltou à ativa. Com pouco ou quase nenhum critério na sua armazenagem, ele se colocava mais como um depósito de documentos o que propriamente um arquivo.

       Buscando salvar nossas memórias, pela primeira vez, em Muriaé, o arquivo se encontra em espaço acessível para a população que se interessar ou precisar de seus arquivos. Esse arquivo tem por finalidade resguardar os documentos de valor permanente acumulados pelos governos.  Eles servirão como alimentos de prova e de apoio ao planejamento, à administração, à cultura e a história.

       O Arquivo Público foi criado pela Lei nº 1.332 de dezembro de 1988, mas antes já existia toda uma massa documental relevante e que tinha como finalidade reunir a memória impressa e manuscrita sobre a história e geografia de Muriaé.

       No acervo do arquivo público podem ser encontrados documentos de grande importância histórica e documental como livros manuscritos há décadas com documentação que ressalvam uma história muitas vezes desconhecidas como Dossiês, documentos referentes aos antigos chefes do Executivo municipal, empenhos de despesas e requerimentos referentes aos anos de 1905 a 1955.

       O Arquivo Público Municipal se encontra subordinado à Secretaria Municipal de Administração e a FUNDARTE – Fundação de Cultura e Arte de Muriaé. Além de reunir uma documentação referente à memória do Poder Público, o Arquivo poderá se tornar responsável pela execução e administração da política relativa ao patrimônio documental do município. É Muriaé conservando sua memória em prol dos cidadãos.

 Fonte: Jornal da Cidade     

    

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Please reload

Procurar por tags