Editor: Fernando Mauro Ribeiro - portalnovotempo.com - © 2017 PORTAL NOVO TEMPO CACHOEIRA ALEGRE/MG.

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • Google+ - Black Circle
Please reload

Posts Recentes

       Quando a Palavra toca o coração das pessoas, elas compreendem melhor o amor de Deus por elas. Quando tomados pela misericórdia divina...

CELEBRAMOS NESSE DIA 04, OS 24 ANOS DE IDEALIZAÇÃO DA FUNDAÇÃO

September 4, 2019

1/1
Please reload

Posts Em Destaque

OS JARDINS DE MINHA MÃE ME DIZEM: É PRIMAVERA

October 10, 2018

       Chegou a primavera, suavemente, percebo quando abro a janela e vejo a alegria das cores, o perfume das flores, o murmurar do vento, o verde das matas mais verde, as árvores das florestas mais risonhas, as aves em festa com seu canto, o sol de primavera a abrir as janelas do meu peito...

       

 

  Ela chegou mansamente, já no finzinho de setembro. No altar da Capela do quintal daqui de casa, vejo mimosas rosas de Santa Terezinha,  - colhidas por minha mãe - a enfeitar e exalar perfume; Nos canteiros de Dona Zuleica, as azaleias promovem um verdadeiro espetáculo em sua profusão de flores; os antúrios se misturam às roseiras e samambaias e disputam com elas um espaço para exibirem suas flores.

         No rádio do carro, toca “Sol de Primavera”, e Beto Guedes nos exorta a ver brotar o perdão onde a gente plantou. E lembro que já sonhamos juntos, já semeamos canções no vento e que continuo a semear, a sonhar, a me procurar nos caminhos, a plantar flores em meus canteiros, a vislumbrar sóis de primavera no meu quintal, a fazer ecoar a minha voz em prece, em canto de louvor...

Fernando M. Ribeiro

 

 

Tudo que move é sagrado / E remove as montanhas

Com todo o cuidado / Meu amor

Enquanto a chama arder / Todo dia te ver passar

Tudo viver a teu lado / Com o arco da promessa

Do azul pintado / Pra durar

 

Abelha fazendo o mel / Vale o tempo que não voou

A estrela caiu do céu / O pedido que se pensou

O destino que se cumpriu / De sentir seu calor

E ser todo.

 

Todo dia é de viver / Para ser o que for

E ser tudo / Sim, todo amor é sagrado

E o fruto do trabalho / É mais que sagrado

Meu amor / A massa que faz o pão

Vale a luz do seu suor / Lembra que o sono é sagrado

E alimenta de horizontes / O tempo acordado de viver

 

No inverno te proteger / No verão sair pra pescar

No outono te conhecer / Primavera poder gostar

No estio me derreter / Pra na chuva dançar e andar junto

O destino que se cumpriu / De sentir seu calor e ser todo

 

Amor de Índio

Beto Guedes

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Please reload

Procurar por tags