Editor: Fernando Mauro Ribeiro - portalnovotempo.com - © 2017 PORTAL NOVO TEMPO CACHOEIRA ALEGRE/MG.

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • Google+ - Black Circle
Please reload

Posts Recentes

       Quando a Palavra toca o coração das pessoas, elas compreendem melhor o amor de Deus por elas. Quando tomados pela misericórdia divina...

CELEBRAMOS NESSE DIA 04, OS 24 ANOS DE IDEALIZAÇÃO DA FUNDAÇÃO

September 4, 2019

1/1
Please reload

Posts Em Destaque

NÃO CULTIVE SOFRIMENTOS, CAMINHE PARA A RESSURREIÇÃO

March 31, 2019

         Precisamos assumir como projeto de Deus para nós, a ressurreição. Quem vive assim não escolhe morar na cruz e colecionar dores, mas sabe que essa realidade é temporária. São incalculáveis os frutos depois da tribulação. Quando fiquei doente, no último ano de Teologia, não conseguia ler e tinha dores de cabeça. Tive de deixar o seminário; eu estava lá há 15 anos. Foi muito difícil.

       Mas foi necessário que eu saísse para ter um encontro com Cristo. Fui para um hospital e, no mês de julho, a superiora me disse que estava tendo um “Mariápolis” na cidade vizinha. Sem saber o que era, fui.

       Durante uma das noites, sozinho, peguei o Evangelho e caiu em Mateus 16,15; “E vós, quem dizeis que eu sou”? Caí de joelhos no chão e me entreguei de maneira nova a Deus.

       A partir daí, tudo mudou. Fico espantado com a visão que Deus me deu. Com muita veracidade digo que o Senhor abriu minha visão espiritual.

       Por causa desse encontro pessoal com Jesus, ingressei em um trabalho lindo. Fui para o colégio salesiano, onde havia uma paróquia, e fomos o primeiro no Brasil a presidir missa para jovens.

        Eu pregava, ministrava música e confessava os participantes. Conclusão: por causa de todo este trabalho fiquei tuberculoso. E o difícil foi ver meu trabalho cortado.

      Fui para o sanatório e, passado um tempo, reparei que 80% dos que estavam ali eram jovens. Não me contive, comecei a conversar com eles e a criar confiança. E o que acontecia com os jovens nos encontros começou a acontecer ali.

      

 

 

        No entanto, o meu superior me removeu para outro colégio, pois estava trabalhando tanto quanto antes. Caí numa frustração pois vi que não voltaria mais para o meu trabalho. E com isso cresceu em mim o ressentimento e a mágoa.

       Padre Irineu Danelon, hoje bispo emérito de Lins, SP, na época, no Instituto de Filosofia, em Lorena, convidou padre Haroldo Rhans a fazer um retiro para os seminaristas salesianos. Ele expôs para nós o que o Espírito Santo estava fazendo no mundo.

       Padre Haroldo orou por mim e, depois sozinho, comecei a rezar como nunca tinha rezado. Esta foi a grande graça na minha vida! Claro, o encontro pessoal com Jesus foi a porta de entrada, mas o Senhor queria me levar mais além com o batismo no Espírito Santo.

       Que bom que não fui para São Paulo! Pude ficar em Lorena para viver toda essa experiência de fé e de amor. Por isso, assumir a ressurreição como projeto de vida, faz diferença, quem enxerga a vida assim não cultiva sofrimentos, mas ao passar por eles, lança-se em uma linda caminhada rumo à ressurreição.

Monsenhor Jonas Abib

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Please reload

Procurar por tags