Editor: Fernando Mauro Ribeiro - portalnovotempo.com - © 2017 PORTAL NOVO TEMPO CACHOEIRA ALEGRE/MG.

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • Google+ - Black Circle
Please reload

Posts Recentes

       Quando a Palavra toca o coração das pessoas, elas compreendem melhor o amor de Deus por elas. Quando tomados pela misericórdia divina...

CELEBRAMOS NESSE DIA 04, OS 24 ANOS DE IDEALIZAÇÃO DA FUNDAÇÃO

September 4, 2019

1/1
Please reload

Posts Em Destaque

SENHORES VEREADORES, CADÊ O POSTO POLICIAL DE CACHOEIRA ALEGRE?

April 9, 2019

          Um dos problemas mais crônicos que assolam a sociedade brasileira é a questão da segurança pública. Entra governo, sai governo e a incômoda situação persiste como uma doença incurável, enraizada bem no âmago da sociedade.

        A segurança pública precisa urgentemente entrar na agenda de prioridades de medidas a serem adotadas pelo atual governo, numa ação conjunta que envolva os representantes da União, dos Estados e principalmente do Legislativo, com uma atuação mais consistente, a fim de modernizar a legislação e dar respaldo ao judiciário para que ele possa tomar as medidas cabíveis e tentar mitigar o problema que anda apavorando a situação. 

       Em Cachoeira Alegre por exemplo, no ano de 2018 ocorreram uma série de fatos que assustaram seus moradores. Roubo e arrombamento de casas seguido de morte, tentativas de homicídio, o tráfico de drogas e outras situações que deixa atônita a população.

       Falou-se na ocasião de se instalar no distrito uma guarnição da Polícia Militar que atuaria lá. Numa espécie de plantão para combater a violência e inibir esse tipo de coisa. Ficou somente na fala. Passado o susto, os vereadores se silenciaram, o prefeito nada fez, a população não se manifestou e, tudo permanece como antes.

       No município de Muriaé, nesse ano de 2019, até meados de fevereiro já se tinha somado seis assassinados. O número do ano anterior foi bem inferior. Ao longo de todo o período de 2018, foram nove assassinatos. Esse ano, em menos de dois meses registramos seis casos, com vítima fatal. Outros óbitos ocorreram evidentemente em acidentes de trânsito, que, é também uma forma de violência; além de furtos, roubos e etc.

       Não que a Polícia Militar seja inoperante ou ineficiente. Pelo contrário, a PM é bastante eficiente e sua eficácia é comprovada no dia a dia, através dos inúmeros registros de ocorrências de que tomamos conhecimento através da mídia e do êxito desses profissionais dedicados, enfim, dos bons resultados obtidos.

        Outras medidas precisam ser tomadas. O fato inquestionável é que, enquanto os estados e a União discutem a questão da responsabilidade e da competência, ou seja, a quem cabe promover a segurança do cidadão, a violência vem imperando e tornando a sociedade refém de um sistema que esbarra nos erros, nas omissões, na falta de zelo e na falta de vontade política, para que se possa extirpar, ou pelo menos reduzir os efeitos dessa doença crônica do meio da população.

       Dentre as causas principais que contribuem para o aumento da violência e da insegurança, temos, por exemplo: a falta de investimentos específicos na área da educação, que propicie aos jovens e adolescentes ocupação permanente em escolas em tempo integral; a falta de um aparelhamento da polícia  judiciária, de forma que possa apurar com eficiência os delitos, promovendo inquéritos mais eficazes que deem suporte à Justiça para julgar os criminosos com mais celeridade; por fim, a falta de uma reestruturação da política carcerária brasileira, não só no sentido de construir novos presídios, mas também promover a ressocialização de apenados, antes deles serem reinseridos na sociedade.

      

 

 

       Do jeito que impera a violência no meio da sociedade, nos dias de hoje, a segurança pública é uma demanda infinita. Com a palavra, os governantes, pois a sociedade pede socorro. Alô senhores vereadores da Câmara Municipal de Barão do Monte Alto, particularmente os três vereadores de Cachoeira Alegre/Vila Vardiero, o que vocês têm a dizer?

       Em que pé estão as negociações para se instalar em Cachoeira Alegre o Posto Policial que fora prometido a cerca de seis meses, quando do violento e cruel assassinato, seguido de arrombamento e roubo, à residência do senhor Antônio Carlos Ribeiro, aposentado, ex-funcionário da Prefeitura de Barão, somado a outros episódios violentos?

       A imprensa faz o seu papel de cobrar. Quais são os seus argumentos? Do antigo repertório já estamos saturados! Ao legislativo e executivo cabe-lhes o dever de nos informar, para que a população acompanhe suas reivindicações, para que nossos leitores se mantenham informados e também para abrir-lhes espaços nesse democrático portal, a fim de que também vós, se manifestem.

 Fernando M. Ribeiro

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Please reload

Procurar por tags