Editor: Fernando Mauro Ribeiro - portalnovotempo.com - © 2017 PORTAL NOVO TEMPO CACHOEIRA ALEGRE/MG.

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • Google+ - Black Circle
Please reload

Posts Recentes

       Quando a Palavra toca o coração das pessoas, elas compreendem melhor o amor de Deus por elas. Quando tomados pela misericórdia divina...

CELEBRAMOS NESSE DIA 04, OS 24 ANOS DE IDEALIZAÇÃO DA FUNDAÇÃO

September 4, 2019

1/1
Please reload

Posts Em Destaque

MORRE LADY FRANCISCO, A ATRIZ QUE ME DEIXOU CONSTRANGIDO

May 27, 2019

       O corpo da atriz Lady Francisco que morreu sábado, foi velado ontem no Teatro Leblon, na sala Fernanda Montenegro, na Zona Sul do Rio. O corpo será cremado hoje, no Cemitério da Penitência, no Caju, região Portuária da cidade, em cerimônia íntima somente para familiares.

    A atriz morreu aos 84 anos, após complicações pós-operatórias, no hospital Unimed-Rio, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, onde estava internada desde o dia 28 do mês passado, quando sofreu uma queda e fraturou o fêmur. São informações obtidas através do JN da rede Globo.

       A atriz participou de várias novelas na TV Globo. Lady, era de uma alegria esfuziante. Lembro-me bastante de suas atuações, suas entrevistas bem-humoradas e particularmente de uma peça de teatro em que ela se sentou no meu colo. Imagina a “sem-gracesa” que fiquei!

     Uma atriz que fazia de um pequeno papel um grande papel. Lembro-me dela com José Lewgoy na novela Louco Amor. A história da simples manicure que deixou o milionário apaixonado por ela.  

     Lady Chuquer Volla Borelli Francisco de Bourbon – nome tão extenso quanto o seu talento – nasceu em Belo Horizonte, atuou no Rádio, TV, Cinema e Teatro. Voltemos, pois, à cena em que Lady me deixou totalmente sem graça:

Foi no início da década de 80. Ela se apresentava no Teatro Swan, em Bonsucesso, no Rio, - posteriormente o espaço e o nome se tornaram uma faculdade -  O nome da peça não me lembro exatamente.  Era algo mais ou menos assim: “Uma mulher de vida nada fácil”.

      Sua personagem era uma prostituta. No cenário havia uma cama de casal, um abajur... e ali se desenrolava atrama. Ela entra em cena, no corredor central do teatro, mascando chiclete, rodando uma bolsinha, senta-se no meu colo, diz algumas “gracinhas” e sobe ao palco. Não sei se seria constrangimento a palavra correta, a verdade é que aquele jovem de vinte e poucos anos ficou de fato, muito sem graça.

    

 

    É comum, os artistas fazerem esse tipo de brincadeira com os espectadores. Se é uma comédia, melhor nem se sentar na primeira fila. Assisti a outros espetáculos, evidentemente, mas me sento sempre no meio, para não ser alvo desse tipo de brincadeira.

       A atriz deixou trabalho inédito gravado. Além de “Malhação”, um dos últimos trabalhos de Lady Francisco, ela gravou a segunda temporada do seriado “República do Peru”, que vai ao ar, ainda sem data definida, na TV Brasil.

Fernando M. Ribeiro

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Please reload

Procurar por tags