Editor: Fernando Mauro Ribeiro - portalnovotempo.com - © 2017 PORTAL NOVO TEMPO CACHOEIRA ALEGRE/MG.

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • Google+ - Black Circle
Please reload

Posts Recentes

       Quando a Palavra toca o coração das pessoas, elas compreendem melhor o amor de Deus por elas. Quando tomados pela misericórdia divina...

CELEBRAMOS NESSE DIA 04, OS 24 ANOS DE IDEALIZAÇÃO DA FUNDAÇÃO

September 4, 2019

1/1
Please reload

Posts Em Destaque

PREFEITURA INICIA OBRA DA PRAÇA MARIA ARQUETT

         A Prefeitura Municipal de Barão do Monte Alto iniciou no final de maio (28-05-2019) as obras de reconstrução da Praça Maria Arquett – a antiga Praça da Figueira – Como noticiamos e apresentamos aqui, no Portal, o projeto da nova pracinha vai contemplar aos moradores mais um espaço de lazer, com mesas de jogos, bancos, nova iluminação, além de mudar o aspecto do local, que nas últimas décadas é o ponto de maior concentração de pessoas.

       A que se deve essa mudança de hábito? Indagam os moradores mais antigos. Talvez, em função do comércio que se concentrou na Praça e arredores de maneira mais ostensiva. Temos por exemplo a Panificadora Dois Irmãos, A Casa de Material de Construção Santa Cecília, que comercializa também Rações e outros produtos Agrícolas; O Mercadinho São Sebastião; A Casa Guimarães, que além de Material de Construção, oferece também serviço de desaterro de lotes e outros. A Pizzaria da Taiana, que principalmente nos finais de semana atrai uma boa parcela dos moradores; A Casa de Carnes, anexa ao Mercadinho que é uma opção para aquisição de carnes diversas para churrasco e outros tipos de consumo; A tradicional Mercearia São José, com o slogan: ‘Fazendo amigos desde 1940’ presente no local há mais de setenta anos; O Bar, Açougue e Mercearia da Ilda, que oferece aos clientes cerveja gelada e de marcas variadas, pratos diversos, além de boa música e o Bar e Mercearia Brasil (Bar do Augustinho) também ótima opção para os amantes da cerveja; ambos na Rua Mário Ribeiro, (no entorno da pracinha) que dá acesso à BR 116 e Fazenda Palestina.

 

 

 

        A Pracinha também funciona como uma espécie de “Rodoviária” já que os usuários da linha de ônibus, a Empresa Novo Horizonte, oriundos da Zona Rural e os passageiros das imediações se concentram ali, para o embarque rumo a Muriaé, Barão do Monte Alto, Silveira Carvalho, Arraial Velho, Vila Vardiero e outras Comunidades.

        Assessores do prefeito Alexandre Bijú, informou que a obra será realizada com recursos próprios. Ou seja, não há verbas do Estado, nem da União e, o município vai arcar com a obra, pois entende como prioridade, uma vez que a referida praça ficara abandonada. Com o passar do tempo, fora ficando esquecida: perdeu a iluminação, os bancos, as mesas de jogos, antigo painel de propagandas do comércio local e o aparelho de TV.       

        E, principalmente, depois que a imponente árvore, a Figueira – símbolo maior da existência da praça – que ali fora plantada em 06 de janeiro de 1961, e depois de 56 anos, morrera e fora cortada; no local habituou-se a depositar o lixo doméstico para a posterior coleta dos garys. Já, o lixo do comércio, (papelão, papeis, plásticos e etc) gerado no decorrer do dia, era depositado ali, no final da tarde e os populares, (frequentadores do local) ateavam fogo, proporcionando uma fumaça tóxica, que obviamente incomoda e é prejudicial a todos.

       A obra que teve início em maio, segue no ritmo de sempre: L E N T A M E N T E... Haja visto, só contar com a presença de um único profissional (pedreiro) no local, imagina-se que o prazo para a sua conclusão será, provavelmente, só no segundo semestre. “De qualquer forma; é mais uma obra que se contabiliza na atual administração”, disse um dos frequentadores da Praça.

       Se você não viu o projeto da nova Pracinha; ele foi exibido na edição de maio do Portal. Acesse portalnovotempo.com e confira. É um belo projeto e compatível com o espaço de que se dispõe. Como sempre, a maioria das obras públicas geram polêmicas, mesmo porque o eleitor, o contribuinte, o cidadão se sente no direito de emitir sua opinião.

         Assim, já ouvi no local, comentários do tipo: Deveria fazer aqui um abrigo para os passageiros (ponto de ônibus); Deveria se fazer um Quiosque; Deveria plantar duas e não uma árvore só; Deveria utilizar melhor o espaço, fazendo duas pistas de um lado só (a pracinha se estenderia até ao Mercadinho São Sebastião) e, estejam certos, amigos leitores, de que até a conclusão das obras, muitas outras ideias surgirão.

       Manifestá-las é um direito de todos, já que vivemos num país democrático. Publicá-las, é dever desse informativo, que há 24 anos dá voz à população. Aguardemos, pois, a sequência das obras e, paciente ou impacientemente a sua conclusão, para que tenhamos mais um espaço público destinado ao lazer da população.  Lembro aos leitores que o prefeito em seu discurso, quando da inauguração do CRAS em Barão do Monte Alto, foi categórico em dizer que: “Todas as obras iniciadas na minha gestão, serão concluídas e inauguradas no meu mandato”!

Fernando M. Ribeiro

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Please reload

Procurar por tags