Please reload

Posts Recentes

       Quando a Palavra toca o coração das pessoas, elas compreendem melhor o amor de Deus por elas. Quando tomados pela misericórdia divina...

CELEBRAMOS NESSE DIA 04, OS 24 ANOS DE IDEALIZAÇÃO DA FUNDAÇÃO

September 4, 2019

1/1
Please reload

Posts Em Destaque

QUE A SAÚDE SE DIFUNDA SOBRE A TERRA

August 5, 2019

SAÚDE NÃO TEM PREÇO

       “Mais vale a saúde que o dinheiro”, “saúde não tem preço”, “a saúde é um bem precioso”; “quem goza de saúde perfeita, é rico sem saber”; e “saúde cuidada é vida conservada”.

       O Caro leitor, deve ter lido em edições anteriores, essa Coluna. Ela terá vida longa aqui nas páginas desse informativo, já que a saúde é um bem precioso que todos devem buscar e, com certeza, vamos descobrir juntos, coisas bastante interessantes sobre esse tema. Hoje, quando celebramos o Dia Mundial da Saúde, vamos ver que a qualidade do sono pode influenciar muito na vida escolar e que dormir bem é essencial para um bom aprendizado.

TER UMA BOA NOITE DE SONO É ESSENCIAL EM QUALQUER IDADE

       Um sono saudável, com as horas necessárias, faz toda a diferença. Dormir bem, não só é importante, como crucial – e influencia diretamente na vida escolar do jovem, sendo possível perceber os primeiros sintomas da queda de rendimento quando pouco se dorme. O neurologista Gustavo Osório, em recente entrevista, explicou como a rotina e a saúde podem ser afetadas pela insuficiência do sono.

       Ter uma boa noite de sono é mesmo essencial em qualquer idade. Para o adolescente que normalmente estuda e tem uma rotina agitada, esta importância se acentua. Gustavo diz que há uma ligação direta com o aprendizado, uma vez que a memória e a capacidade de concentração são prejudicadas se a mente não descansa.

       Sintomas como hipersonolência diurna, irritabilidade e letargia são consequências comuns de poucas horas de sono e indicadores de desânimo e baixo rendimento na sala de aula. Em casos extremos, com privação intensa do sono, os efeitos no organismo se tornam bem mais assustadores, sintomas psicóticos e crises convulsivas são possíveis reações.

       O uso do computador à noite, hábito muito comum aos jovens, também pode prejudicar a qualidade do sono. De acordo com o neurologista, na noite deve-se começar a ter uma menos exposição à luz, numa forma de preparação do corpo para dormir.      Ficar diante de uma tela luminosa durante um tempo excessivo interfere no ciclo cicardiano (que é o ciclo sono-vigília) de uma pessoa, impedindo-a de dormir facilmente e levando-a a um inevitável desgaste no dia seguinte.

       Deste modo, fica mesmo difícil desenvolver satisfatoriamente qualquer atividade intelectual. Não é à toa que a escola é um dos primeiros lugares onde os sinais da falta de sono são percebidos. Neste sentido, é bom que se fique atento a algumas dicas para se dormir melhor. Evitar atividades físicas muito intensas à noite, assim como refeições pesadas, o consumo exagerado de bebidas alcoólicas e o tabagismo são medidas simples e importantes.

      Não é aconselhável, ainda, o uso constante de estimulantes de modo geral, como a tão comum cafeína. Como enfatizado pelo neurologista, deve ser feita uma redução gradual das atividades com o passar do dia. Tomar banho com temperatura moderada também é indicado.

       A adolescência é uma fase que exige uma qualidade maior de horas se sono. À medida que a idade avança, esta necessidade pode diminuir, embora varie de organismo para organismo. De todo modo, como lembrado pelo especialista “o fato é que o sono tem que ser satisfatório e cumprir suas funções, ou seja, a pessoa tem que estar bem-disposta no dia seguinte, sem a sonolência diurna”.

Clara Júlio

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Please reload

Procurar por tags