Please reload

Posts Recentes

       Quando a Palavra toca o coração das pessoas, elas compreendem melhor o amor de Deus por elas. Quando tomados pela misericórdia divina...

CELEBRAMOS NESSE DIA 04, OS 24 ANOS DE IDEALIZAÇÃO DA FUNDAÇÃO

September 4, 2019

1/1
Please reload

Posts Em Destaque

        Quando comemoramos em 23 deste mês, o Dia dos Filhos, julgo bastante importante essa matéria. Quando o mundo vive uma avalanche de situações adversas, de acontecimentos que nos causam assombro; de fatos que não acreditávamos que fossemos ver; de uma assustadora inversão de valores que vai ditando as normas da convivência, que vão escrevendo histórias absurdas, que nós, cristãos, temos dificuldade de aceita-las e, de com elas conviver. Não me refiro a preconceitos de nenhuma natureza. Acho que devemos respeitar o outro. Mais que isso, amá-lo! Contudo, não devemos ser coniventes... “Amai-vos uns aos outros como eu vos amei”! Essa é a recomendação do Mestre. Nesse primeiro mandamento, estão inseridos os demais como “Honrar pai e mãe”! Veja a necessidade de se valorizar a família:

     

 

   

 

      Quando se pergunta para qualquer pessoa o que é mais importante em sua vida, a resposta é unânime: a minha família! A família é o que temos de mais bonito e precioso. Família é vocação. Família é dom de Deus. É através dela que formamos a base do que somos. É a fonte de amor. É onde colhemos os frutos da nossa espiritualidade. É nossa referência de humanidade!

       No mês de agosto a Igreja convoca o mundo todo para a celebração da Família, santuário do amor e da vida. O Portal Novo Tempo sempre deu destaque à data. Lembro-me que noticiamos aqui, que em setembro de 2015, aconteceu na cidade de Filadélfia, nos Estados Unidos, o VII Encontro Mundial das Famílias, que reuniu em torno de dez mil participantes de mais de 150 países, além de cem palestrantes de diferentes países que muito contribuíram com os debates de temas. Veja na matéria a seguir, a necessidade de se valorizar a família:

Fernando M. Ribeiro

 

OS DESAFIOS ATUAIS DA FAMÍLIA CRISTÃ

“O Presidente do Pontifício Conselho para a Família, Dom Vicenzo Paglia, disse que o evento celebrou história e alegria, bem como discutiu os desafios atuais da família cristã. Paglia disse que o Encontro Mundial das Famílias foi uma oportunidade preciosa para colocar s famílias no centro da atenção da Igreja e da sociedade civil.

       Por meio de testemunhos de pais, mães e filhos o encontro apresentou ao mundo toda a beleza do amor que cresce na fidelidade e gera vida. Os relatos proporcionaram também a partilha e os desafios e sofrimentos vividos atualmente nas famílias. Tudo isso para que a igreja acompanhe de maneira bem concreta e possa tomar decisões sábias relacionadas ao núcleo familiar, considerado base da sociedade”.

 

RUMO AO SÍNODO DAS FAMÍLIAS

       Os dias em terras americanas ofereceram ainda a oportunidade de preparar os fiéis para a Assembleia Sinodal que aconteceu no Vaticano, em outubro do mesmo ano, com o tema: “A vocação e a missão da família na Igreja e no mundo contemporâneo”. Em junho do ano anterior, (2014) o Vaticano apresentou a metodologia de trabalho que seguiu o chamado Relatio Synodi.

        O documento, de três partes, elenca a escuta dos desafios sobre a família, o discernimento da vocação familiar e a missão da família hoje. “A Igreja precisa ver se alguns destes muros podem ser derrubados”, disse o Cardeal Lorenzo, referindo-se aos desafios atuais. “A educação de um filho deve basear-se na diferença sexual, assim como a procriação”, pois esta tem o seu fundamento “no amor conjugal entre um homem e uma mulher”.

       O documento ainda ressalta a importância da família como espaço de inclusão de idosos, viúvos e pessoas com deficiência. A Igreja reafirma que o matrimônio é um sacramento indissolúvel, porém recorda o acompanhamento que a Igreja deve fazer das situações de sofrimento através de uma atitude de misericórdia, como, por exemplo, casos de nulidade matrimonial, divorciados recasados. Em relação às uniões homossexuais, o documento reafirma a posição contrária da Igreja e o respeito a essas pessoas.

 

A ARTE E A FAMÍLIA

       Um dos momentos aguardados no encontro em Filadélfia, foi a apresentação do cantor italiano Andrea Bocelli. Famoso no mundo todo por suas canções românticas, o maestro acredita na família como “principal alicerce da sociedade e instrumento essencial para a edificação do povo de Deus”.

       “A família, consagrada no sacramento do matrimônio, dá sentido à existência e completude, especialmente quando se repete o milagre da vida através da prole. Filhos, que deveria representar sempre a primeira razão de vida dos pais, a prioridade absoluta, tendo precedência sobre qualquer outro afeto e compromisso”, diz Bocelli.

       Por acreditar na instituição e nos valores que a família traz, Andrea Bocelli compara os laços familiares à harmonia presente na música. A harmonia, construída, cotidianamente, escolhendo – em cada ação – a opção pelo bem, tentando colocar em prática os valores que, no meu caso, meus pais me ensinaram e que eu tento transmitir aos meus filhos     .

 

FAMÍLIAS EM MISSÃO

       Ao final do encontro mundial, o Papa Francisco entregou o Evangelho de Lucas para as famílias de cinco grandes cidades do mundo, especialmente nos bairros mais pobres e periféricos. “Queremos proporcionar a nutrição do Evangelho para as famílias do mundo para construir laços de amor entre eles, na Igreja e na sociedade”, disse Dom Paglia.

 

O AMOR É A NOSSA MISSÃO: A FAMÍLIA PLENAMENTE VIVA

       Desde a sua criação por São João Paulo II, o Encontro Mundial das Famílias tem o objetivo de reforçar os laços sagrados da família em todo o mundo:

Roma, Itália (1994)

Rio de Janeiro, Brasil (1997)

Roma, Itália (2000)

Manila, Filipinas (2003)

Valência, Espanha, (2006)

Cidade do México, México (2009)

Milão, Itália (2012)

Filadélfia, Estados Unidos (2015)

Rodrigo Luiz dos Santos – Revista Canção Nova

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Please reload

Procurar por tags