Editor: Fernando Mauro Ribeiro - portalnovotempo.com - © 2017 PORTAL NOVO TEMPO CACHOEIRA ALEGRE/MG.

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • Google+ - Black Circle
Please reload

Posts Recentes

       Quando a Palavra toca o coração das pessoas, elas compreendem melhor o amor de Deus por elas. Quando tomados pela misericórdia divina...

CELEBRAMOS NESSE DIA 04, OS 24 ANOS DE IDEALIZAÇÃO DA FUNDAÇÃO

September 4, 2019

1/1
Please reload

Posts Em Destaque

OS SANTOS DO MÊS

03: DIA DE SÃO MARTINHO DE LIMA: Ele destacou-se pela humildade, piedade e caridade. Conviveu com a injustiça social desde o seu nascimento no dia 9 de dezembro de 1579. Filho de um cavaleiro espanhol e de uma ex-escrava negra, o menino foi rejeitado pelo pai e pelos parentes, por ser negro. Tanto que na sua certidão de batismo constou “pai ignorado”.

       Aos oito anos de idade, Martinho se tornou aprendiz de barbeiro-cirurgião, mas a vocação religiosa lhe falou mais alto. Foi no convento de Nossa Senhora do Rosário que Martinho quis entrar na qualidade de doado, isto é, quase escravo. Comprometia-se a servir toda a vida, sem nenhum vínculo com a comunidade, e com o único benefício de vestir o hábito religioso. Desde o primeiro dia Martinho dedicou-se de corpo e alma a servir seus irmãos nos ofícios mais baixos e humilhantes.

       Após o primeiro ano de prova, recebeu o hábito de doado. Mas isso, não agradou ao orgulhoso pai, que quis interferir para que os superiores de São Martinho o recebessem ao menos como irmão leigo, o que era contra as instituições da época, que não permitiam receber na Ordem, pessoas de cor.

       Ao ser questionado sobre o que preferia respondeu: “Eu estou contente neste estado porque no serviço de Deus não há inferiores nem superiores e é meu desejo imitar o mais possível a Nosso Senhor Jesus Cristo, que se fez servo por nós”.

       E com seu profundo conhecimento de ervas e remédios continuou a fazer o que mais lhe agradava que era socorrer os doentes pobres da região, principalmente os negros que sofriam com a sociedade preconceituosa da época.

       Morreu aos sessenta anos, no dia 03 de novembro de 1693, após construir uma grave febre. Porém, o padre negro dos milagres, como era chamado pelo povo pobre, deixou sua marca e semente, além da vida inteira dedicada aos desamparados. Com as esmolas recebidas fundou em Lima, um colégio só para o ensino das crianças pobres, o primeiro do Novo Mundo.

 

11: DIA DE SÃO MARTINHO DE TOUR: São Martinho de Tours, filho de pais pagãos, nascido no ano de 316, foi extremamente caridoso. Certa vez, vendo um pobre que passava frio, dividiu seu manto em dois para agasalhar aquele mendigo. Generosidade é sinônimo de caridade, e assim foi sua vida inteira. A caridade nos santifica. Foi obrigado a aceitar o bispado de Tours, na rança, e foi zeloso e ativo pastor, como também grande missionário. Seu pastoreio foi pelos campos e cidades e preparou sacerdotes para a missão. Que esse ardor missionário toque em nós e na Igreja inteira.

 

22: DIA DE SANTA CECÍLIA: Santa Cecília foi uma mulher muito consciente de seu amor a Cristo e de sua dignidade divina, como dom divino. Não se deixou seduzir pelos maus intentos, mesmo diante do martírio, entregando-se fielmente a Cristo. Enquanto caminhava para o martírio, cantava as glórias do senhor. Quem ama verdadeiramente nada tem a temer. É a padroeira dos músicos porque soube cantar as maravilhas do senhor, mesmo na dor, no martírio. (veja mais na matéria: Dia do Músico)

 

25: DIA DE SANTA CATARINA DE ALEXANDRIA: Santa Catarina de Alexandria era uma mulher muito culta e modesta, filha do rei Costus, de Alexandria, no Egito. Uma bela cristã que, aos 18 anos, enfrentou a fúria do Imperador pagão Maximiano, que não aceitou ter seu amor rejeitado por ela.

       O imperador tentou convencer a jovem a desposá-lo, usando riquezas materiais e prestígio. Catarina não só recusou seu convite, mas também discursou contra os deuses pagãos. O Imperador Maximiano havia decretado uma perseguição aos cristãos e sua doutrina. Tendo conhecimento do grande preparo de Catarina, prometeu um prêmio ao filósofo que conseguisse afastar a jovem da religião cristã. Numa discussão pública, para a qual Catarina foi convidada, tudo fizeram para desorienta-la. Ela, porém, iluminada pelo Espírito Santo, respondeu-lhes com tanta clareza e sabedoria, que os próprios filósofos desistiram.

       Com muita raça, o monarca empregou, então, a violência e a crueldade. A jovem foi lançada em um cárcere escuro, onde ficou doze dias. Quando saiu de lá, estava mais linda e deslumbrante do que nunca. Como nada era capaz de obriga-la a renunciar a fé, Catarina foi entregue aos algozes. Condenada ao martírio da roda, no momento em que ias ser estendida sobre ela, fez Catarina o sinal da Cruz e essa se despedaçou imediatamente. Esse milagre fez com que o povo rendesse louvor aos cristãos e a própria Imperatriz confessasse a sua fé no Filho de Deus.

       Cada vez mais enfurecido, Maximiano percebendo que promessas, ameaças, súplicas, adulações não conseguiram faze-la apostatar, pronunciou a sentença de morte e mandou leva-la ao lugar do suplício. Após uma oração de louvor, agradecimento, e súplica ao verdadeiro Deus, Catarina foi decapitada.

       Seu corpo foi levado ao Monte Sinai, onde a sepultaram. Mais tarde, sobre sua sepultura foi construído um convento, que ainda hoje existe, e é habitado por monges gregos. Santa Catarina de Alexandria, por seu grande saber, é padroeira dos estudantes, filósofos e advogados. Também é padroeira do estado de Santa Catarina.

 

27: DIA DE NOSSA SENHORA DAS GRAÇAS: Dia 27 de novembro é Dia de Nossa Senhora das Graças, também conhecida como Nossa Senhora da Medalha Milagrosa. Para entender melhor esta forte devoção à santa é importante conhecer o significado da Medalha Milagrosa.

       A mulher que esmaga a cabeça da serpente, que é o demônio, já estava predita na Bíblia, no livro de Gênesis: “Porei inimizade entre ti e a mulher... Ela te esmagará a cabeça e tu procurarás, em vão, morder-lhe o calcanhar”. É em Maria que se cumpre essa sentença de Deus; a mulher finalmente esmaga a cabeça da serpente, quando por meio dela, Porta do Céu, veio ao mundo o Salvador, para que a morte não mais pudesse escravizar os homens. 

       Os raios: Simbolizam as Graças que por meio de Nossa Senhora, Deus derrama sobre seus devotos. A Santa Igreja, por isso, a chama “Tesoureira de Deus” 

       As 12 estrelas: Simbolizam as 12 tribos de Israel. Maria Santíssima também é saudada como “Estrela de Mar” na oração Ave, Maris Stella.

      

      O coração cercado de espinhos: É o Sagrado Coração de Jesus. Nosso Senhor prometeu a Santa Margarida Maria Alacoque a graça da vida eterna aos devotos do seu Sagrado Coração, que simboliza o seu infinito e ilimitado Amor.

      

O Coração transpassado por uma espada: É o Imaculado Coração de Maria, inseparável do de Jesus: mesmo nas horas difíceis de sua Paixão e Morte na Cruz, Ela estava lá, compartilhando de sua dor.

       A letra “M”: Significa Maria. Esse “M” sustenta o travessão e a Cruz, que representam o Calvário. Essa simbologia indica íntima ligação de Maria e Jesus na história da salvação.

       O travessão e a Cruz: Simbolizam o Calvário. Para a doutrina católica, a Santa Missa é a renovação do Sacrifício do Calvário, portanto, ressaltam a importância do Sacrifício Eucarístico na vida do cristão.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Please reload

Procurar por tags