Editor: Fernando Mauro Ribeiro - portalnovotempo.com - © 2017 PORTAL NOVO TEMPO CACHOEIRA ALEGRE/MG.

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • Google+ - Black Circle

January 22, 2020

Please reload

Posts Recentes

       Quando a Palavra toca o coração das pessoas, elas compreendem melhor o amor de Deus por elas. Quando tomados pela misericórdia divina...

CELEBRAMOS NESSE DIA 04, OS 24 ANOS DE IDEALIZAÇÃO DA FUNDAÇÃO

September 4, 2019

1/1
Please reload

Posts Em Destaque

O CORAÇÃO DO DEUS MENINO PULSA EM NOSSA HISTÓRIA

       Ando me perguntando: Esse Natal será mais um em minha vida como tantos outros? Será só uma recordação do que se passou em Belém? Será, de novo, só um momento repleto de presentes, cartões e votos de “Feliz Natal”? Ou será que vai ser diferente?

      Sinto-me constrangido em desejar-lhe Feliz Natal. Talvez pela minha fé tão pequena ou porque a verdade do Natal anda tão escondida que desejamos o que não sentimos. Talvez porque não sei se o Natal ainda é tempo de abrir o coração e acolher o Coração do Deus-menino, que é o maior presente, ou se é apenas tempo de preparar as chaminés de uma “vida enfumaçada”, para acolher o velhinho barbudo!

       Eu gosto do Papai Noel, mas penso que cada ano ele é mais valorizado e presente, embora nunca seja “Presença”. Posso estar errado, mas penso que estamos trocando a “Gruta” pelo comércio. Sinto-me constrangido porque dizer “Feliz Natal”, hoje, parece apenas um desejo vazio a serviço de interesses pouco evangélicos de uma sociedade que ainda não entendeu que Natal é celebrar o Deus-amor, que se tornou humano.

       Porém, alegro-me quando sinto, com a encarnação, uma voz que diz ao meu coração que, quanto mais humano formos, mais perto de Deus estaremos. Quem sabe esteja aí o segredo do Natal? Deixar que nosso coração seja humanizado pelo Amor! Assim, então, começo a criar coragem de dizer-lhe “Feliz Natal”! Pois acredito que no Natal celebramos o pulsar do Coração de Deus na história humana. Em Jesus menino, o humano e o divino se abraçam! Eis o sentido do Natal: o encontro!

       De um lado, Deus misericordioso que deseja encontrar o nosso coração. Do outro, homens e mulheres miseráveis, sedentos de um encontro definitivo com o Amor, que nos dá o sentido da vida, a “saúde do ser”, a salvação. Então, que tal, inspirados pela Virgem Maria, fazermos de nossos encontros sinais desse encontro maior?

       Às vezes desanimo vendo tanta gente apressada para comprar presentes de todos os tamanhos e preços. Penso que os Shoppings são mais frequentados que nossas Igrejas. Comércio cheio, Igrejas vazias! Tantos preços; poucas preces!  Presentes são bons e bem vindos! Só não podemos esquecer que Natal é presença. Que Deus é o Presente! O “Emanuel”, Deus conosco! Presença que não se desfaz, mesmo que nos comportamos como pessoas distraídas.

       Ao lembrar que Jesus nasceu na simplicidade da noite mais iluminada da história )e sem pisca-piscas), que foi anunciado primeiramente aos deserdados de Israel – que continua sendo todos nós – respiro fundo e tempo sacudir minha falta de fé. E, tomado novamente, pela esperança, desejo dizer sinceramente: “Feliz Natal”! E que o Ano Novo seja tempo de graça, de presença, de encontros, de vida e de humanização!

Pe. Benedito Ângelo Cortez m.s.c

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Please reload

Procurar por tags