Editor: Fernando Mauro Ribeiro - portalnovotempo.com - © 2017 PORTAL NOVO TEMPO CACHOEIRA ALEGRE/MG.

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • Google+ - Black Circle

January 22, 2020

Please reload

Posts Recentes

       Quando a Palavra toca o coração das pessoas, elas compreendem melhor o amor de Deus por elas. Quando tomados pela misericórdia divina...

CELEBRAMOS NESSE DIA 04, OS 24 ANOS DE IDEALIZAÇÃO DA FUNDAÇÃO

September 4, 2019

1/1
Please reload

Posts Em Destaque

EM CACHOEIRA ALEGRE: ELEIÇÃO DO COPO DE OURO 2019

January 7, 2020

       Uma séria brincadeira. Uma bela mentira. Uma triste realidade ou uma brincadeira apenas? Esse evento foi criado em 1979 pelos – naquela época – jovens, Luiz Henrique Ribeiro, Ivan Clovis Ribeiro, Renato Wilson Rogel Ribeiro, Eduardo Vardiero Ribeiro e Eduardo Camargo de Oliveira. Seus fundadores, membros da Confraria dos amantes da Cerveja, decidiram que no último dia de cada ano, seria escolhido através de um júri aqueles que concorreriam ao Troféu “Copo de Ouro” do respectivo ano.

        Uma vez eleito, ele receberia a faixa das mãos do presidente e reinaria ao longo do ano seguinte; quando se faria, novamente, outra eleição, e o novo eleito receberia a faixa e o troféu das mãos de seu antecessor. Os concorrentes, nem precisam se inscrever, eles são observados por esses confrades ao longo do ano e por eles indicados para concorrerem ao cobiçado troféu.

       Por motivo de força maior, em algumas ocasiões não foram realizados o evento. De forma que nesse ano foi a 16° edição. Sabemos que desde então 16 ilustres consumidores do “suco de cevada” e outros drinks etílicos, foram contemplados. Temos a relação de todos eles e, posteriormente – com a devida permissão de cada um - podemos publicar.

        Esse ano o evento foi bastante concorrido, quatro fortes candidatos foram indicados e, pela primeira vez, através do voto popular, se elegeu o novo Copo de Ouro. Realizado na Ribeirolândia – residência dos Ribeiro – o encontro teve enorme repercussão, já que um candidato vinha sendo observado à distância, e sabendo de suas chances de conquistar o troféu, deixou sua residência em Jacarepaguá, no Rio de Janeiro e viajou até Cachoeira Alegre para se dedicar à campanha.

       Indagado sobre sua campanha que teve início alguns dias antes do Natal, ele foi enfático: “Visito os bares mais próximos como o Bar do “Copo Cheio” (Rafael Marques); Mercearia e “Bar São José” (Joaquim Ribeiro); “Bar e Mercearia Brasil” (Carlos Augusto Ribeiro); o “Bar da Ilda”, todos nas imediações, onde sei que posso ser visto pelos olhos alheios, e mais frequentemente, aqui na Barraca da Piscina e pelos jardins onde sou observado com os olhares clínicos de quem não me negará seu voto, já que são testemunhas oculares de meu desempenho, de meu entusiasmo, de minha determinação, de minha animação, minha alegria e empolgação, - creio que também esses quesitos serão levados em consideração na ora do voto – mas principalmente pela minha abnegação ao consumir o produto “cerveja” fonte inspiradora do Troféu Copo Cheio, como me disseram”.

       Uma boa estratégia, a desse candidato: “Não precisa pedir, nem suplicar votos, não se faz campanha com conversa, mas com ação. E assim, de bar em bar, de mesa em mesa, fazendo amigos, tomando cerveja, ele vai consolidando sua campanha”, foi o que pude concluir com o seu relato.

     Com campanha tão discreta e ao mesmo tempo tão eficaz, foi eleito Alexandre... alagoano, residente no Rio de Janeiro há muitos anos e que visitara Cachoeira Alegre nesse final de ano. Na ausência do último campeão, que não pode comparecer ao evento, o contemplado recebeu das mãos de sua esposa Tassilane a faixa e o troféu Copo de Ouro foi entregue por Fernando Ribeiro, um veterano, que também já conquistou o disputadíssimo título. Falando em nome da Confraria, em seu discurso, ele enfatizou a importância desse encontro:

        O objetivo desse evento é acima de tudo estreitar laços de amizade, é uma grande confraternização. Sem querer fazer apologia ao álcool, - mas, de certa forma, fazendo -  quero lembrar que antes nós tínhamos outras modalidades. Assim como no futebol se tem os dentes de leite, para os principiantes; nós tínhamos também o Troféu Dente de Álcool”. Essa modalidade foi extinta e só concorrem os maiores de 18 anos, responsáveis pelos seus atos, inclusive o de fazer amigos. Contudo, conquistar esse título não é tarefa fácil, há de se dedicar com afinco. Observe que os concorrentes ostentam uma “barriguinha turbinada”, malhada no consumo de cerveja. Exibindo sua barriga protuberante, um ganhador do troféu disse certa vez: “Veja o tanquinho”! Tanque de guerra, disseram os seus eleitores!

       É de fato, uma brincadeira, sabemos que o uso do álcool traz uma série de transtornos a tantas famílias, a tantos lares, à sociedade e ao próprio consumidor. Que há, realmente, um cuidado de nossa parte em não estimular o consumo. Tudo em excesso faz mal! Portanto, é necessário que tenhamos responsabilidade com nossos próprios atos, independente de se beber ou não. Que nossas ações podem influenciar positivamente ou não a outras pessoas e, que delas, desencadeiam uma série de fatores. Por isso, recomendamos que se beber, que o faça com moderação.  Esse concurso é nada mais que uma oportunidade de descontração. Os candidatos que concorrem são sim, os que melhor desempenham a função, porém, dentro de um parâmetro, que não exige excessos. Quero reiterar que é uma grande brincadeira.

        Depois de receber o troféu e a faixa de Copo de Ouro 2019, o campeão Alexandre... em seu discurso, agradeceu os votos obtidos e ofereceu ao Bruno Marques e Fernando Ribeiro a árdua conquista. Se desejam concorrer, fiquem atentos; observem bem o seu entorno, se dediquem, se empenhem porque em dezembro desse ano, estaremos elegendo o novo Copo de Ouro 2020.

Fernando M. Ribeiro

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Please reload

Procurar por tags