Editor: Fernando Mauro Ribeiro - portalnovotempo.com - © 2017 PORTAL NOVO TEMPO CACHOEIRA ALEGRE/MG.

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • Google+ - Black Circle
Please reload

Posts Recentes

       Quando a Palavra toca o coração das pessoas, elas compreendem melhor o amor de Deus por elas. Quando tomados pela misericórdia divina...

CELEBRAMOS NESSE DIA 04, OS 24 ANOS DE IDEALIZAÇÃO DA FUNDAÇÃO

September 4, 2019

1/1
Please reload

Posts Em Destaque

TESTEMUNHO MISSIONÁRIO NA VIDA DE SÃO SEBASTIÃO

January 19, 2020

Raiou para nós um dia de bênçãos; vinde povo de Deus, celebrar mais um dia da Novena de Nossa de nosso padroeiro São Sebastião.

 A celebração de hoje ficou a cargo da própria Paróquia de São Sebastião. Quem tem fé em Deus, está sempre atento aos sinais de Deus em sua vida. É preciso humildade para acolher o que é de Deus!

        A imagem do padroeiro foi conduzida à casa de Mari das Dores Cerqueira (Das Dores). Com o canto jubiloso do coral se somando as vozes dos devotos, entoou-se com grande entusiasmo o tradicional Hino de São Sebastião; quando o povo foi deixando a matriz em direção à Praça Olavo Carlos, onde havia a mesa de prendas para o leilão, o movimento de Bar-Barraca & Cozinha, enquanto a Banda de PAULO JUNIOR & NATHAN faziam seus ajustes técnicos (a passagem de som) para a grande apresentação no palco do JUPTER CLUBE.

     

UMA BELA EXIBIÇÃO DA DUPLA PAULO JUNIOR & NATHAN NO JUPTER CLUBE.

       Já conhecida do grande público, a dupla Paulo Júnior e Nathan, se apresentou pela primeira vez no JUPTER CLUBE em Cachoeira Alegre e agradou em cheio.

Para o povo que arrasta as sandálias nos salões, era grande a expectativa pela apresentação da Banda;

“Eu quero ver eles tocarem um forró bem animado, que eu vou dançar na cadência pra fazer a poeira levantar”, dizia uma amante do forró, demonstrando sua empolgação com a dupla.

     

“Eu gosto de forro que tenha um sanfoneiro dos bons, uma turma que dança bem, que toma uma ‘gelada’ e que não esqueça do aviso: “É proibido cochilar”!

      Diante de tanta animação, a dupla não podia decepcionar. E não decepcionou mesmo, numa bela exibição, incendiou a pista já no início, apresentando seu variado repertório, passando pelos clássicos do forró, os mais recentes, sucessos mais antigos, hits atuais e “botou” a galera pra dançar.

       Só não levantou poeira, como dizia nossa entrevistada, porque o piso do clube foi encerado e recebeu polimento para os forrozeiros deslizarem bonito. E foi assim até pela madrugada. Os mais animados, os remanescentes, só deixaram o bar do clube por volta das 05:00 horas, quando ainda havia muita gente pelos bancos da praça e pelas escadarias da Alameda Joaquim de Assis, foi o que me disseram alguns deles, no Bar-Brasil (Augustinho Ribeiro), ainda na parte da manhã. “O bom é que a festa ainda não acabou. A festa se estende até na segunda-feira, não é mesmo”, indagava um deles.

Fernando M. Ribeiro

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Please reload

Procurar por tags