Please reload

Posts Recentes

       Quando a Palavra toca o coração das pessoas, elas compreendem melhor o amor de Deus por elas. Quando tomados pela misericórdia divina...

CELEBRAMOS NESSE DIA 04, OS 24 ANOS DE IDEALIZAÇÃO DA FUNDAÇÃO

September 4, 2019

1/1
Please reload

Posts Em Destaque

BOLSONARO MUDA O TOM, MAS AINDA FALA EM ‘HISTERIA’

March 31, 2020

A CONFIRMAÇÃO DE COVID-19 EM DOIS MINISTROS, PARECE QUE FEZ CAIR A FICHA, DO PRESIDENTE BOLSONARO.

     Vi, o mesmo que todos viram nas emissoras de TV, em seus respectivos jornais: dez autoridades numa sala usando máscaras, mexendo, e tirando-as vezes seguidas durante a entrevista. Disse uma infectologista, que, desnecessário naquele contexto. Pior: manusearam as mesmas repetidamente, quando falavam. Pouco sei do uso de máscaras, já que estamos vivendo uma situação atípica.

     Que eu me lembre, uma das poucas vezes que usei máscaras durante algum tempo, foi quando do risco de contaminação através do antraz, - um pó branco – que era enviado em envelopes de cartas pelos Correios, e que, nós, funcionários da empresa corríamos risco. Isso, por ocasião do ataque do grupo islamista às torres World Trade Center original, um grande complexo de sete edifícios em Manhattan nos Estados Unidos. (Fernando M. Ribeiro)

 

BOLSONARO MUDA O TOM, MAS AINDA FALA EM ‘HISTERIA’

      O que vimos outro dia então: uma mesa formada pelo presidente da República, Jair Bolsonaro e mais oito ministros, todos com máscaras, simbolizou a entrada do governo como um todo no combate ao corona-vírus no país. Depois de dias, minimizando a crise, Bolsonaro pela primeira vez reconheceu a gravidade do avanço da pandemia no Brasil. Mas voltou a falar sobre uma suposta ‘histeria’ com a doença. O presidente também fez acenos por um diálogo melhor ente o governo e o Congresso para o combate à crise. À noite, a Câmara dos Deputados aprovou o pedido do governo de decretação de estado de calamidade pública, que ainda precisa ser votado no Senado.

     Os protestos não foram o único motivo a levar o presidente a mudar de tom. A ação ocorreu depois de dois ministros terem sido diagnosticado com a doença. Ministro-chefe da Casa Civil, escalado para coordenar o grupo interministerial de combate à pandemia, Braga Neto, alertou o presidente que o número de pessoas infectadas e de mortes devem crescer nos próximos dias. Até então, o presidente vinha minimizando a pandemia de forma recorrente, utilizando por diversas vezes, a palavra ‘histeria’. Na coletiva, o presidente voltou a usar a palavra, mas ressaltando o reconhecimento da gravidade do problema.

     É uma questão grave, mas não podemos entrar no campo da histeria, esse sempre foi o meu pensamento como chefe de estado, levar paz e tranquilidade a todos, mas sem deixar de me preocupar com as consequências do que está acontecendo, afirmou o presidente, que ressaltou: O problema está aí, está batendo à nossa porta. Teremos dias difíceis, dias duros pela frente. Agora serão menos difíceis se cada um de vocês se preocupar consigo, com seus parentes e com os seus amigos.

Fonte: Jornal Extra    

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Please reload

Procurar por tags