Please reload

Posts Recentes

       Quando a Palavra toca o coração das pessoas, elas compreendem melhor o amor de Deus por elas. Quando tomados pela misericórdia divina...

CELEBRAMOS NESSE DIA 04, OS 24 ANOS DE IDEALIZAÇÃO DA FUNDAÇÃO

September 4, 2019

1/1
Please reload

Posts Em Destaque

DIA DO BOM PASTOR. PADRE JOÃO CELEBRA NA MATRIZ EM CACHOEIRA

 

      A tristeza que foi companheira da gente deu lugar a alegria: Cristo está vivo, ressuscitou! Da morte vencida, vida nova brotou. Com que alegria celebramos hoje o dia do Bom Pastor. Foi mais ou menos com estas palavras que o celebrante Padre João introduziu a assembleia na Missa do dia de hoje, em que a Igreja celebra com júbilo o dia do Bom Pastor.

       Novamente, para um grupo de gira em torno de uma média de pessoas, nosso pároco, estava à porta principal recebendo, desejando-nos boas-vindas e oferecendo álcool em gel a todos. O recipiente permaneceu depois nas portas, para que também outros pudessem utiliza-lo. Padre João falou dos riscos de se contrair o Covid-19, que o uso da máscara é essencial para nos protegermos, que ele não a usa para celebrar, devida à distância entre ele e a assembleia, mas que, sua máscara estava no carro e que onde quer que ele vá, que faz uso dela. Exortou ainda que na próxima Missa todos que desejarem participar que venham com sua máscara.

       Um dos salmos que mais gosto, é o de número vinte e dois. Digo um deles, porque o salmo 138 é de uma profundidade arrebatadora, que me propõe sempre uma reflexão e me proporciona uma grande paz interior. Costumo cantarola-los ao longo do dia. O salmo de hoje, porém, me diz que: “Ao caminhar pelos prados e campinas verdejantes, é o Senhor quem me leva a descansar. Que o Senhor é o pastor que me conduz; que para as águas repousantes me encaminha e restaura minhas forças. Ele me guia no caminho mais seguro, pela honra do seu nome. Mesmo que eu passe pelo vale da morte, nenhum mal eu temerei, pois estás comigo com o bastão e com o cajado e que eles me dão segurança.

     Diz ainda que: “Preparais à minha frente uma mesa, bem à vista do inimigo, que com óleo ungis a minha cabeça e minha taça transborda... que felicidade e todo o bem hão de seguir-me por toda a minha vida; e, na casa do Senhor, habitarei pelos tempos infinitos”. Esses são motivos de sobra para fazer encher de alegria o coração de qualquer um.

       Cristo ressuscitado é o Bom Pastor e Redentor da humanidade. Se me perguntas onde está hoje o rebanho do Senhor. Respondo: Está nas cidades, nos campos, no mundo urbano e no meio do emaranhado das relações novas geradas no tempo de agora. Mas é nessa realidade em que vivemos que o Senhor se faz presente e é nossa Luz. Por isso, a Palavra nos chama hoje, à pertença do Reino, e junto da Comunidade cada um de nós tem sua identidade. Não somos anônimos, pois o Senhor é nosso Bom Pastor.

        Ao fim da celebração, três crianças subiram ao pequenino altar, para num gesto singelo de carinho e afeto coroarem a Virgem Maria, Mãe das mães, Mãe de Jesus e Mãe de todos nós. O altar que você vê na foto tivera seu tamanho reduzido e também o número de crianças fora restrito para apenas três para cada domingo. Argumentou que é orientação de nosso Bispo Dom Edson, para evitar aglomeração e que tal medida estará sendo adotada em todas as paróquias. “Ave Maria, tão terna e boa, quero ofertar-te esta coroa”! Assim, com esse canto tão antigo e esse gesto tão significativo, as crianças coroaram Nossa Senhora, dando início à uma série de homenagens que se estenderá durante todo o mês.

Fernando M. Ribeiro

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Please reload

Procurar por tags